dia 4dia 2

O² Expedição

Cânion Fortaleza

Do mirante principal se vislumbra o grande paredão de 7,5km de extensão, 1,5km de largura e quase 900m de profundidade que forma o Cânion Fortaleza¹. Poeto-tecnicamente falando, ficamos de frente para uns dos mais magníficos e imponentes acidentes geomorfológicos do Brasil². A beleza é realmente impressionante, distribuída entre paredes rochosas, densa vegetação e extensas quedas d'água. A trilha de 1km que parte do estacionamento ao mirante é um atrativo à parte.

Outra boa pedida por ali é a trilha da pedra do segredo, 3km (ida e volta), que passa pela belíssima cachoeira do tigre preto. O segredo do monolito de 5m de altura apoiado em uma pequena base rochosa não é apenas seu equilíbrio, mas a incrível vista exclusiva do cânion. Com um bom tempo se pode conhecer tudo em uma caminhada só: percorrer toda a borda do cânion entre o mirante principal e a pedra do segredo, algo no total de 10km.

Acesso: O Parque Nacional da Serra Geral, onde está localizado o cânion, ainda não tem infraestrutura para receber turistas, apenas uma guarita de controle. Para chegar lá só tem um acesso, saindo do centro de Cambará do Sul - há sinalização na cidade. A estrada, quase toda asfaltada, termina na portaria do Parque.

Fontes: (¹) Guia Quatro Rodas Brasil 2012; (²) CPRM. Link; Mapa Turístico Aparados da Serra e Entrono, ICMBIO. Link.

Área de Serviço

Galeteria O Casarão. (54)3251-1711, link. R. João Francisco Ritter, 247 - Cambará do Sul - RS.

x0
Saída15/01/2014 08:50hCambará do Sul - Centro
Chegada13/01/2014 17:00hCambará do Sul - Centro
CustoR$ 68.67Composdu lulis heil
Pedalada52.3 km3h 52'13.5 km/h
Caminhada3.8 km1h 55'2.0 km/h
Total56.1 km5h 47'9.7 km/h
ItinerárioCambará do Sul - RMs - Parque Nacional da Serra Geral - Trilha do Mirante Fortaleza - Trilha da Pedra do Segredo e Tigre Preto - RMs - Cambará do Sul

Aparados e Serra Geral · dia 3

Agora sim, um dia mais leve. Um autêntico bá-tchê volta, livre de alforjes e preocupação acampísticas. Nem por isso livre de serras e temporais surpresa.

Depois de um merecido café da manhã, pegamos o único acesso ao Cânion Fortaleza - um bom trecho de asfalto e um pouco de terra nos finalmentes. A estrada é recheada de sobe-e-desce, mas entrega uma paisagem que compensa.

Da guarita direto para o mirante, abandonamos os cavalos no meio da trilha e começamos um rápido trekking. E não é que o lugar é tudo o que dizem e mais um pouco? A vista é incrível, intercalando paredões, mata, cachoeiras e rios. Quem também gosta muito de lá é um graxaim louco de esperto - expert em roubar fruta da mão de turista desavisado. Não da nossa, na certa pra ele ciclista também é selvagem.

Nota de diálogo formal sobre o Cânion
Lulis - Mas como que é o nome dessa formação, Mr, o Sr que é geógrafo?
Heil - Geografia, né?

Wind was blowing, the skyes were not so blue e um trio de ciclistas ainda queria conhecer a Pedra do Segredo. Rodamos um pouco até a entrada trilha, cavalos-ao-mato e pernas-pra-que-te-quero. As placas lembravam outro atrativo no caminho, a Cachoeira do Tigre Preto. Não deu outra: a água veio do céu preteando para três turistas tristes. Na moitinha, esperamos o toró passar e ainda trilhar mais um pouco dos belos segredos da Serra Geral.

Fim de tarde e mais uma vez nosso South Brasil Tour Guide Moustache deu uma dentro. Macarrão de acampamento? Nada. Conhecemos uma galeteria muito caprichada, farta em salada orgânica plantada ali mesmo. E não estamos falando só de galeto e salada: põe uma sopa de agnoline e uma polentinha com queijo na chapa aí!

Foto²s

Foto² 70
bom dia, tchê! tomemos um café reforçado, o dia promete

Foto² 71
mr bigode mandando ver no cacetinho, que por aqui é só pão francês mesmo

Foto² 72
e o lulis comendo um baita x-éter. bom que dispensa mastigação

Foto² 73
partiu cânion fortaleza!

Foto² 74
imagem e ação: qual o nome da trilha que vamos fazer amanhã?

Foto² 75
opa, acabou o asfalto. mas segue o sobe-e-desce

Foto² 76
não se engane, o plano era esse mesmo: não muito plano

Foto² 77
opa, uma paradinha pra refrescar

Foto² 78
calor abaixo da pele, tchê? fecha bem a torneirinha aí!

Foto² 79
bem vindos à entrada do parque! a placa diz tudo, tem um banheiro

Foto² 80
ah, sim, e a guarita pra liberar (ou não) a passagem

Foto² 81
pois é, entrou no parque tem isso: mais uns 4km até estacionar

Foto² 82
pelo menos não tá chovendo, né, mr?

Foto² 83
opa lelê, ó lá os ditos recortes do cânion!

Foto² 84
é, e lá no fim da estada, o fim da estrada. e o estacionamento

Foto² 85
como a gente não tem alarme, vamos mais um pouquinho de bike

Foto² 86
ok, hora de descansar as bikes e um pouco do couro também

Foto² 87
ôôô, du, conhece estilingue, hã?

Foto² 88
o curto panorama da vista de entrada já assusta

Foto² 89
bora fazer uma caminhadinha pro mirante principal

Foto² 90
caminhadinha? uff...

Foto² 91
ôôô, mr, que formação é essa aqui?

Foto² 92
e essa espiada do meio da trilha, que tal? nem a cachoeira aguenta

Foto² 93
no mirante, já tinha uma nuvenzinha sobre a cabeça duns 3 camaradas

Foto² 94
grande panorama do fortaleza a partir do mirante. wow!

Foto² 95
por outro lado, o panorama das pontas do fortaleza e o litoral de boa lááá no fundo

Foto² 96
não seja por falta de panorama: uma vista mais ampla, de tirar o ar

Foto² 97
já vamos voltar? não lá pra baixo, né? e o graxaim?

Foto² 98
ah, mais um pouco de bike e estrada. mas tem mais supresa, é?

Foto² 99
é surpresa ou é segredo?

Foto² 100
hum, essa parte do clima preto veio meio de surpresa

Foto² 101
se tiver alguma dúvida sobre o destino, pergunte ao bigode sorridente

Foto² 102
pelas barbas do profeta! melhor abrigar-se-me-nos do temporal

Foto² 103
seguimos já sem bike, já sem parte do corpo seca

Foto² 104
essa capa não nega sua identidade, bátima! digo, alfred!

Foto² 105
mas e aqui chega assim e o rio acaba, é isso?

Foto² 106
acaba caindo, olha o lance bonito da cachoeira do tigre preto

Foto² 107
e a vista da cachoeira não é menos bonita

Foto² 108
bromélias contemplativas se arriscavam na beira do precipício

Foto² 109
a pedra do segredo! droga, agora já contamos

Foto² 110
na real, a vista da pedra é que é o segredo do passeio

Foto² 111
agora sim: o fortaleza, o mazzaropi, o alfred e o bátima

Foto² 112
belo panorama mirado do meio da trilha. vê a cachoeira na direita?

Foto² 113
não? e agora, dá?

Foto² 114
essa foto o graxaim tirou e nos mandou por whatsapp

Foto² 115
o tempo tá melhorando, olha lá na estrada! que estrada?

Foto² 116
problemas decorrentes dessujeiras

Foto² 117
acho que foi um sinal. ou uma sinalização catadióptrica

Foto² 118
ok, ok, deixe os olhos-de-gato de lado e vamos voltar ao foco: voltar

Foto² 119
de volta ao centro de cambará, momento cultural

Foto² 120
ops, o momento cultural é esse aqui: cambará com nome e sobrenome

Foto² 121
jura que o sr não deixou nenhuma janela aberta na mansão wayne?

Foto² 122
orramêu, pára de _____: a) tirar fotos; b) fazer piadas; c) revelar identidades

Foto² 123
tá, fiquem aí brincando de super-herói que eu vou na casinha de brinquedo

· essa expedição não acabou ·

Terminou a viagem por hoje?
Não deixe amanhã de lado: dia 4

Iry Francisco Smiderle
[24/07/2015 07:40h]
Excelente passeio. Belas imagens. O vídeo nos traz mais vida para os momentos que vocês passaram. Acho que só passando pelo local para sentir a emoção das belas paisagens. Dificil traduzir para quem não foi. Abraços e parabéns pela amizade que une vocês.
o² expedição
[26/07/2015 18:19h]
Grande, Dom Iry, obrigado pelas gentis palavras. Tens toda razão, só visitando para entender a beleza do lugar! Grande abraço, bom amigo!
Willian Kestering
[24/07/2015 11:18h]
Realmente vcs fazem os videos com muita qualidade, e palhaçadas. Agradeço ao Mr. Hell por compartilhar isso. Um grande abraço amigos.
o² expedição
[26/07/2015 18:21h]
Obrigado, Willian! Nós que agradecemos - e, de quebra, agradecemos internamente ao Mr. palhaçadas, também! ;) Abraços!!!
Luiz
[24/07/2015 14:50h]
Belas fotos bicho!
tio kiko
[24/07/2015 15:35h]
Parabéns pelas maravilhosas fotos e o video. Lindas, lindas mesmo. Fiquei até emocionado em relembrar nosso passeio por esta maravilha da natureza. Agora me deu uma vontade de voltar.... Abraços ao trio e parabéns. Valeu....
o² expedição
[26/07/2015 18:30h]
Faaala, Seu KK! Obrigado, obrigado mesmo! Que bom que tocou e trouxe boas memórias, essa é a intenção ;) Abraços de um-por-um do trio!!!
Adriano
[02/08/2015 15:17h]
Tesão de pedal piazada. Deve ser um baita local para se conhecer. Acho que o Mr. Heil parece mais com o comissário Gordon do que o Alfred.
o² expedição
[06/08/2015 21:17h]
Grande Mr Roots, certamente. Certamente é um baita local e certamente parece o comissário! Quando vais conciliar uma viagem com essa tôrminha? Abraços!!!
leandro
[07/08/2015 12:49h]
Bela aventura!!!!
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0