O² Expedição

Tiltshit

Tilt-shift é uma técnica de fotografia que usa lentes especiais para simular o efeito de miniatura em fotos normais, distorcendo a profundidade de campo (tilt) e noção de perspectiva (shift).

Seu uso tem se disseminado pelo belo resultado e impacto, sendo normalmente aplicado através de filtros de pós-processamento de imagens¹ de efeito similar, dado o alto custo das lentes. Contudo, o resultado dos filtros nem sempre é tão bom quanto esperado (shit)³.

O o² às vezes brinca de miniatura, como nas fotos 33 e 36 desta publicação. Pena que as subidas são sempre em tamanho real.

(¹) Leia-se photoshop, acesse-se tfm.

(²) Isso não é uma nota.

(³) Achei bosta. (CASTIGA, 2013)

x2
Saída28/10/2012 09:30hCuritiba - Capão da Imbuia
Chegada28/10/2012 17:30hCuritiba - Capão da Imbuia
CustoR$ 3.50Compos+du lulis thiago cheps
Pedalada80.5 km4h 45'16.9 km/h
ItinerárioCuritiba - PR092 - Alm. Tamandaré - PR509 - RMs - Trilha da Pedreira - Bacaetava - PR417 - Curitiba

Pedreira do Bacaetava

Delas retiramos a matéria prima para nossas memoráveis calçadas e para a estrutura de nossos prédios. Nelas tiramos as melhores fotos de tiltshit e vez por outra encontramos um lago com profundidade incalculável e qualidade de água questionável. Sobre elas estiramos nossos corpos de ciclistas exaustos e empoeirados. Elas, nossas sólidas e generosas, queridas e extracionadas...

Pedreiras! Seus ares, como os ciclistas que as circundam (insistindo na série "Pedreiras Relevantes - Rocks & Rollercoaster"), acabam assim: só o pó. E nas entranhas da RMC, mais uma vez insistimos em trilhar grandes buracos artificiais (sim, no fundo é o que elas são!) para nós desconhecidos.

E para quem sempre achou que Bacaetava era apenas sinônimo

... daquele lugar pra frente do centro de Colombo da Uva onde tem uma caverna...

(sem esquecer o complemento ciclístico)

... que desce bastante pra chegar... e sobe bastante pra sair...

saiba que há uma série de espécies de cavernas invertidas de grandes proporções poucos quilômetros adiante.

Editor II: - O Editor I divaga ao supor a simplificação absurda de que uma pedreira é uma caverna invertida.
Editor I: - Mantendo a água na concavidade inferior (não me oporia a Newton), aprimorando a iluminação e removendo estalactites e estalagmites creio que chegaríamos a um consenso sobre a similaridade calcária do espaço.
Editor II: - Não vou discutir com gente ignorante.

De Bacaetava mesmo, só a proximidade física. Na realidade, a trilha que leva ao mirante da pedreira parte dos confins de Almirante Tamandaré para se enroscar em Itaperuçú e Bocaiúva do Sul em busca de Colombo. Daí os apelidos carinhosos de Colomboré, Itaperombo ou ainda, para resumir o escopo do passeio, Almirombo Itaperé do Sul.

Texto e comentários por du, emendas e fotos por lulis, roteiro por du.

Expedição publicada em 24/01/2014

Arquivo GPX Arquivo KML Mapa Dinâmico
Caro leitor, tenha cautela ao utilizar as georreferências, você é o único responsável pelo uso que faz das informações disponibilizadas pelo odois.org. Saiba mais.
Georreferências

Foto²s

Foto² 1
que ocê foi fazê no mato... que não tinha nada melhor pra ir fazer?

Foto² 2
mato fake, é nóis curtindo a downtown square of tamand york

Foto² 3
logo estaríamos ferrados e pregados (espaço para um leitor racional comentar: mas não seriam parafusados?)

Foto² 4
follow the leader(x6)... derechaa, izquierdaa, derecha... izquierdaa...

Foto² 5
aha, só não percebeu que o leader mesmo estava algumas rodas à frente. follow the camera(x6)

Foto² 6
já tá ficando com a cara da coisa que os coisa vieram fazer aqui

Foto² 7
mas não é como se a flor tivesse crescido e depois virou dos contrário e daí cresceu e daí virou e daí...

Foto² 8
agora já tá dando uma ideia de que é uma pedreira no alto

Foto² 9
pedale pelo lado bom: pelo menos tem bastante sombra

Foto² 10
ou pelo menos tinha bastante sombra

Foto² 11
a propósito, seria aquilo lá objetivo? hoje não, mas já foi!

Foto² 12
se vai começar a descer de volta, certamente não era ali

Foto² 13
é uma igrejim, uma capelim ou tão simplesmente uma casim?

Foto² 14
não por mal, mas parece que o negócio voltou a subir por aqui

Foto² 15
não, o thiago não está pedalando na transversal. é o du que tá na traseira dele

Foto² 16
- oh du, que história é essa que você tava na traseira do thiago?

Foto² 17
- tava na traseira, mas bem lá longe

Foto² 18
tá ficando com uma cara de colomboyorke

Foto² 19
mas não com cara de pedreira, vai aparecer um buraco no meio do nada pelo jeito

Foto² 20
mas não adianta ser um buraco no meio do céu, difícil ter uma pedreira aí

Foto² 21
ah vá rachá uma taquara com essa piada

Foto² 22
- hum, focar na antena então, entendi. pra cima, isso?

Foto² 23
- só focar pra cima mesmo, a antena é só passageira

Foto² 24
essa pele macia e sedosa esconde a podridão e a amargura interior

Foto² 25
essa esconde o cansaço. quer dizer, não esconde.

Foto² 26
essa esconde a altimetria, sempre que possível, pra evitar críticas

Foto² 27
essa tá bem transparente, não tá escondendo nada não

Foto² 28
ah, esse é o lombo da pedreira!

Foto² 29
pela posição do fotógrafo, algo de inclinação ali há, hã?

Foto² 30
supresa! Favor não pedalar com vontade daqui pra frente, queda incalculável

Foto² 31
- alô, eu queria fazer uma denúncia, tem um cara aqui tirando foto de mim. isso, Almirombo Colombaré.

Foto² 32
pelo panorama, não restam mais dúvidas de que a região é pedreira

Foto² 33
essa é a melhor coleção que a hot wheels já fez

Foto² 34
parece que esse cume de pedreira é do tipo geocacher finder

Foto² 35
e bothanical finder também

Foto² 36
será que o lixo é de mentira também? esses brinquedos estão cada vez mais realistas

Foto² 37
e como se não bastasse, sequer o cume do morro é mesmo o cume

Foto² 38
umas falésias que também podem ser vistas ali do cume (coisa da altura de uma tampa de bic)

Foto² 39
vegetação do tipo frágil que cresce por ali

Foto² 40
ué, quem é esse cara?

Foto² 41
thiago, conseguindo sinal da tim

Foto² 42
de onde estávamos, para onde vamos?

Fred
[24/01/2014 17:39h]
Yabadabadoo!
Adriano
[01/02/2014 09:41h]
Pedro Pedreira: "Me convençam. Os srs teriam uma testemunha, um passarinho, um tatu (pode ser o fuleco) que comprove que as fotos 33 e 36 não são montagens! Os srs. teriam um estudo geológico realizado in loco no dia do passeio da foto 38. NÃO. Então não me venham com churumelas"
o² expedição
[15/02/2014 15:56h]
Factualmente tudo pode ser uma ilusão, inclusive os personagens.
Vitorc
[18/02/2014 22:05h]
Dae, meus queridos! Não houveram mais expedições depois dessa? Muito bom o sítio, e os passeios, melhor ainda! Abraço!
o² expedição
[23/02/2014 15:19h]
Sim, expedição sempre tem! O problema é falta de tempo, quando isso acontece temos que escolher: (i) pedalar; (ii) publicar. A resposta você já sabe! Mas a gente se esforça pra botar em dia!
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2016 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0