dia 5dia 3

O² Expedição

Rio Caveiras

Situado a 20 km do centro de Lages, o Salto do Rio Caveiras alimenta a usina hidrelétrica que antigamente abastecia a cidade. Ao lado, a represa forma um grande lago artificial utilizado para lazer e competições náuticas, com um piêr panorâmico e uma cascata artificial que dá vazão ao rio. Nas margens da represa há locais para banho de rio, pesca e camping.

Fonte: Secretaria de Turismo de Lages.

Área de Serviço

Hotel e Restaurante Espeto de Ouro. (49)3249-1142. R. Major Teodósio Furtado, 124 - Campo Belo do Sul - SC.

Empurracing

Modalidade desportiva caracterizada pelo movimento continuamente desacelerado, praticada com o uso de veículos bicíclides de propulsão humana, muito embora sejam utilizados apenas como carga adicional. Consiste em deslocar o veículo. Só que pouco. E devagar. O Empurracing é pouco difundido no Brasil porque ainda não chegou.

x1
Saída08/10/2011 08:30hLages - Centro
Chegada08/10/2011 17:30hCampo Belo do Sul - Centro
CustoR$ 45.00Composlulis heil
Pedalada73.8 km5h 31'13.4 km/h
ItinerárioLages - BR282 - RMs - Salto Caveiras - Capão Alto - SC458 - Campo Belo do Sul

Erechim · dia 4

O despertar mostrou um dia nublado, mas não triste - apenas fresco. Bom asfalto e bom rendimento saindo de Lages, tudo parecia fluir muito bem. Depois de uma respeitável descida até a represa do Rio Caveiras, muitas fotos e a alegria de um dia de pedal que já começava muito bem - e prometia muito mais.

A saída da represa se mostrou um pouco acidentada, por uma estrada de terra em obras. Diversão, de toda forma. Mais algumas subidas e subidas, faz parte da brincadeira. Algumas pedras soltas aqui, outras ali, desce para empurrar bike em alguns trechos de pedras grandes soltas, mais algumas na subida adiante, outras mais na descida e pedr...

- Peraí, peraí! Vai ficar nesse empurra-empurra?

Pior que ficou. A estrada de terra tinha tantas "recapagens" de pedregulho solto que forçou um ritmo lento, na base do nem-tão-radical empurracing. E os 15km de pretensa diversão foram por água (ou pedra) abaixo, tomando mais tempo que todo o restante do trecho. E tanto tomou que faltou água (pedra sobrava) a ponto de adentrar fazendas pra pedir um chorinho. A dificuldade foi tanta que o planejamento foi refeito para ocupar um hipotético dia de folga.

Parada pra comer e descansar em Capão Alto, choveu. Definitivamente hoje não era dia de lucros e dividendos. Depois da pausa, pernas (não pedras) pra que te quero. Asfalto depredado (embora de menos pedradas) até Campo Belo, destino do início da tarde que só foi atingido no fim do dia. Embora os mais atingidos tenham sido os ciclistas (ou empurristas).

Hotel escolhido foi aquele que havia: hotel-bar-lanchonete-churrascaria. Como o dia seguinte era domingo (dia de hotel fechado), as bikes dormiram na rodoviária. Dois aventureiros exaustos acomodavam-se pensando no dia que passou, no que viria e na pergunta retórica: quem foi que fez esse roteiro, hã?

Foto²s

Foto² 73
o vilson, animado a voltar a pedalar, não mediu esforços para nos deixar à vontade

Foto² 74
pouco acostamento mas pouco movimento, a saída de lages foi impecável

Foto² 75
ô, ô, ô, eu vou hipnotizar você, ô leitor, hã?

Foto² 76
comprando alguns metros de altitude antes de chegar na represa do caveiras

Foto² 77
paradinha pra descansar na descida

Foto² 78
ô, ô lulis, descansar na descida, ô? tem mais um pouquinho? vambora, meu nêgo!

Foto² 79
belo panorama da estrada chegando na represa e margeando

Foto² 80
outro belo panorama da represa, com direito a ilha particular e tudo mais

Foto² 81
ô, ô, ô lulis, prendi o bigode na garrafinha aqui, hã?

Foto² 82
pier panorâmico, só que sem o panorama

Foto² 83
sorrindo no piêr, vocês nem sabem o que tem reservado pra frente...

Foto² 84
tô bem na foto assim, ô, ô, ô, lulis, hã? ô, vou fazer sucesso, é, hã?

Foto² 85
não é um rancho, mas dá vontade de morar aí, não dá, não?

Foto² 86
o salto do rio caveiras tava mais pra um pulinho nesses dias secos

Foto² 87
este lado para cima

Foto² 88
essa história de cascata artificial pareceu meio cascata, não? faltou chuva por aqui

Foto² 89
pelo enquadramento dava pra ver que o rio caveiras tava no osso

Foto² 90
fora do enquadramento também, tá fraco o movimento por aqui

Foto² 91
caveiras! ah, com um pouco de imaginação distorcida, vai!? não? não mesmo? deixa então

Foto² 92
mapinha da região, e as folhas ainda dobradas

Foto² 93
sobe, sobe pra pagar a descida até a represa (que fica no vale, não é que faz sentido?)

Foto² 94
opa, passou do ponto, agora desce, desce...

Foto² 95
se depender da quantidade de fotos de igreja e capela essa vai ser uma santa viagem!

Foto² 96
o salão paroquial é simples, mas quem não gosta de um churrasquinho de igreja?

Foto² 97
oferecida premiação pra quem adivinhar o nome da santa

Foto² 98
por aqui ainda se vê os velhos cercados de pedra

Foto² 99
esse gps não funciona direito, ô ô ô lulis, acho que vamos decidir no palitinho, hã?

Foto² 100
hoje é o dia da pedra solta, um represador natural de ciclistas

Foto² 101
veja, dimensione e pense em pedalar aqui

Foto² 102
pinheirinho no tronco dos outros é refresco

Foto² 103
cerca quase boa, com as belas pedras douradas que... mantém a cerca de pé!

Foto² 104
opa, agora parece que o terreno deu uma melhorada, vamo que vamo!

Foto² 105
ou não. e então? melhor pedra solta ou você prefere socada?

Foto² 106
um belo plano de fundo de... florzinha, claro

Foto² 107
esse é pra desbancar o chevette verde limão: corcel verde musgo!

Foto² 108
já se vê os primeiros frutos do plantio extensivo de bovinos

Foto² 109
não queria desanimar, mas lá na frente é pedra solta, sim senhor...

Foto² 110
opa, voltamos à nossa pavimentação normal, sem pedra mas com chuva

Foto² 111
é, ainda vão ter que rebolar um pouco pra chegar...

· essa expedição não acabou ·

Terminou a viagem por hoje?
Não deixe amanhã de lado: dia 5

daguvasco
[27/09/2012 08:10h]
Fantastica Viagem... "...cicloturismo, show de bola..."auhsduashdasudhasudhas
Renato
[27/09/2012 08:25h]
Já falei que vocês são meus heróis? Mildo loves Lulis, again.
o² expedição
[27/09/2012 21:38h]
A pexação é mútua: O² loves Pedaleiro loves O² loves Pedaleiro... Mildo loves Mildo always =) Obrigado, Renatão!
Renato
[27/09/2012 08:28h]
Mais um companheiro que quebra corrente. Era Sram?
o² expedição
[27/09/2012 21:42h]
Nada, era(chim)mano hg93. Mr. Heil já é mestre em quebrar correntes, também tira mau olhado e trás de volta a pessoa amada.
Mildão
[27/09/2012 09:42h]
Mildo love Lulis Lulis love Bigodes Heil Renato não love ninguém
Luiz
[27/09/2012 15:38h]
Mr Heil estava firme esperando as lontras, que pelo jeito não apareceram. Belas fotos, as always!
o² expedição
[27/09/2012 21:48h]
Pois é, rolou uma confusão: trombudo é elefante, não lontra. Gracias, altos panos de fundo na memória. Valeu, Luizão!
Lyra
[27/09/2012 16:21h]
Hein? corrente rompida do Mr. Heil? Acho que ele tá forte demais, porque isso se repetiu recentemente (aha... surpresa, surpresa!)
o² expedição
[27/09/2012 21:51h]
As novas só não correm mais rápido do que rompem as correntes do bom velhinho (as novas também)! Hábraços gaudérios, Lyra!
Tadeu Galeno Franzmann
[28/09/2012 10:02h]
Simples e encantador! Que lição de vida, que belo cursinho a gente tem nessa síntese dum trajeto dos ciclistas que vivem a Natureza na sua Plenitude. Obrigado Lulis e Heil, por estar participando dessa história. Deus os acompanhe sempre - Forte abraço - Tadeu
o² expedição
[29/09/2012 17:59h]
Grande Tadeu! Obrigado pelo carinho e por fazer parte disso tudo! Como diria você mesmo: showdebola! Hábraços!!!
Waldson
[30/09/2012 21:57h]
Parabéns. Belíssima ciclovagem, muito bem relatada sempre com aquela pitada de humor característico. Fotos sensacionais! Agora... que foi pedreira, foi, né?! Abraços do Antigão!
o² expedição
[01/10/2012 22:16h]
Pedras pra todos os gostos (embora a maioria fosse salgada, mesmo). Obrigado, Mestre Waldson!
Lucas Fuson
[05/10/2012 23:56h]
Vocês são fonte de inspiração, entro no site toda semana pra ver qual será a minha próxima pedalada, quem sabe um dia faço essa até erechim. Parabéns!
o² expedição
[08/10/2012 10:24h]
Fusioníssimo Lucas! Reversalizando, frisamos: comentários como o seu são fonte de inspiração para que continuemos pedalando e publicando! Oxalá possamos sempre compartilhar bons roteiros como esse (quem foi que fez...)! Obrigado e hábraços (e pernas!)!
Adriano
[07/10/2012 19:59h]
Caramba, já tava pensando que era lenda essa pedalada! Muito massa mesmo Lulis. Lembro que vc comentou da viagem naquela noite chuvosa e enlameada, lembras ... em que te paguei cinco cachorros-quente e três litros de coca ... a propósito, quando vc irá me reembolsar? Abraço.
o² expedição
[08/10/2012 10:16h]
Macaxeiríssimo Adriano, muito obrigado! Somos eternamente gratos por seus comentários e contribuições voluntárias, sejam elas veementes correções, compreensivas audições ou nutritivas porções. Reembolsos proveremos certamente, embora em cotas de pedal =) Hábraços!!!
Patricia Kerche
[11/10/2012 10:34h]
E quando sairá o livro com as melhores jornadas ciclicamente turísticas ou com o melhor do turismo ciclicamente expedido? E, só para tirar a dúvida, no dia 7, lá na venda, vocês só comeram o pão com salame e queijo, certo? A faca foi só pra cortar o pão, né?
o² expedição
[13/10/2012 10:28h]
Salve, salve, Patchê! A idéia do livro vem (e volta) de bike, ciclicamente, então demorará a chegar ao papel (quem dirá àexpedição). Se até no site demora... =) Só comemos pón cón zalame e quêxo, vissinha, mas facada mesmo levamos na hora de pagar a conta (e não era piada)! Hábraços!!!
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0