dia 1

O² Expedição

Erechim

Situada na região do Alto Uruguai, norte do Rio Grande do Sul, Erechim é uma cidade amistosa que, apesar do seu significativo desenvolvimento urbano, preserva harmoniosamente a simpatia interiorana e os arraigados costumes gaúchos.

A exemplo de muitos povoados surgidos no início do séc. XIX, Erechim cresceu às margens da ferrovia RS-SP, sendo colonizada por imigrantes de origem polonesa, italiana e alemã. O nome Erechim significa "campo pequeno", denominação dada pelos antigos habitantes da região, os índios Caingangue.

Fonte: Prefeitura de Erechim.

x10
Saída05/10/2011 07:30hJoinville - Centro
Chegada11/10/2011 18:30hErechim - Centro
CustoR$ 172.70Composlulis heil
Pedalada651.5 km40h 09'16.2 km/h
ItinerárioDia 1: Joinville - SC413 - Guaramirim - Massaranduba - SC474 - RMs - Vale do Selke - Blumenau - Indaial
Dia 2: Indaial - BR470 - Ascurra - Apiúna - Lontras - Rio do Sul - Agronômica - RMs - Trombudo Central - SC436 - Braço do Trombudo
Dia 3: Braço do Trombudo - SC436 - Serril - Otacílio Costa - SC425 - Palmeira - SC438 - Lages
Dia 4: Lages - BR282 - RMs - Salto Caveiras - Capão Alto - SC458 - Campo Belo do Sul
Dia 5: Campo Belo do Sul - SC458 - Cerro Negro - Anita Garibaldi - Barragem de Campos Novos - Celso Ramos
Dia 6: Celso Ramos - SC458 - BR470 - Rio Uruguai - Barracão - RS208 - Machadinho
Dia 7: Machadinho - RS208 - Maximiliano de Almeida - RS126 - Ligeiro - RMs - RS331 - Viadutos - Gaurama - Erechim

Erechim

Conhecer e reconhecer novas paragens, fazer amigos e rever os antigos, rolar horizontes, respirar novos ares e sentir o tempo desacelerar. Assim é a essência de uma jornada cicloturística, e é imersa nessa essência que se desenrola (cilicamente) esta bela expedição.

Entre rodovias movimentadas e carreiros esquecidos, cidades urbanizadas e pequenos povoados, sete dias pedalados separaram a industrial Joinville da gauchesca Erechim. Um sonho antigo de Mr. Heil (no vídeo que o diga), realizado na companhia do (também realizado) companheiro de peleia, Lulis.

A exemplo dos antigos tropeiros, nossos aventureiros percorreram os rincões de Santa Catarina e Rio Grande do Sul encantando-se com as paisagens, os costumes e as pessoas que encontravam pelo caminho. Como os tropeiros, levaram nos alforjes tudo de que se carece: roupa, comida, equipamento e disposição. E ao fim da lida, como os tropeiros, trouxeram para casa os bons momentos selados pela hospitalidade do gentil povo do interior. Acompanhe aqui o que a história, entre seus fatos e fotos, não nega.

Texto, fotos e vídeo por Lulis, inspiração e roteiro por Heil, base de operações por Du.

Expedição publicada em 26/09/2012

Vídeo²

Arquivo GPX Arquivo KML Mapa Dinâmico
Caro leitor, tenha cautela ao utilizar as georreferências, você é o único responsável pelo uso que faz das informações disponibilizadas pelo odois.org. Saiba mais.
Georreferências

daguvasco
[27/09/2012 08:10h]
Fantastica Viagem... "...cicloturismo, show de bola..."auhsduashdasudhasudhas
Renato
[27/09/2012 08:25h]
Já falei que vocês são meus heróis? Mildo loves Lulis, again.
o² expedição
[27/09/2012 21:38h]
A pexação é mútua: O² loves Pedaleiro loves O² loves Pedaleiro... Mildo loves Mildo always =) Obrigado, Renatão!
Renato
[27/09/2012 08:28h]
Mais um companheiro que quebra corrente. Era Sram?
o² expedição
[27/09/2012 21:42h]
Nada, era(chim)mano hg93. Mr. Heil já é mestre em quebrar correntes, também tira mau olhado e trás de volta a pessoa amada.
Mildão
[27/09/2012 09:42h]
Mildo love Lulis Lulis love Bigodes Heil Renato não love ninguém
Luiz
[27/09/2012 15:38h]
Mr Heil estava firme esperando as lontras, que pelo jeito não apareceram. Belas fotos, as always!
o² expedição
[27/09/2012 21:48h]
Pois é, rolou uma confusão: trombudo é elefante, não lontra. Gracias, altos panos de fundo na memória. Valeu, Luizão!
Lyra
[27/09/2012 16:21h]
Hein? corrente rompida do Mr. Heil? Acho que ele tá forte demais, porque isso se repetiu recentemente (aha... surpresa, surpresa!)
o² expedição
[27/09/2012 21:51h]
As novas só não correm mais rápido do que rompem as correntes do bom velhinho (as novas também)! Hábraços gaudérios, Lyra!
Tadeu Galeno Franzmann
[28/09/2012 10:02h]
Simples e encantador! Que lição de vida, que belo cursinho a gente tem nessa síntese dum trajeto dos ciclistas que vivem a Natureza na sua Plenitude. Obrigado Lulis e Heil, por estar participando dessa história. Deus os acompanhe sempre - Forte abraço - Tadeu
o² expedição
[29/09/2012 17:59h]
Grande Tadeu! Obrigado pelo carinho e por fazer parte disso tudo! Como diria você mesmo: showdebola! Hábraços!!!
Waldson
[30/09/2012 21:57h]
Parabéns. Belíssima ciclovagem, muito bem relatada sempre com aquela pitada de humor característico. Fotos sensacionais! Agora... que foi pedreira, foi, né?! Abraços do Antigão!
o² expedição
[01/10/2012 22:16h]
Pedras pra todos os gostos (embora a maioria fosse salgada, mesmo). Obrigado, Mestre Waldson!
Lucas Fuson
[05/10/2012 23:56h]
Vocês são fonte de inspiração, entro no site toda semana pra ver qual será a minha próxima pedalada, quem sabe um dia faço essa até erechim. Parabéns!
o² expedição
[08/10/2012 10:24h]
Fusioníssimo Lucas! Reversalizando, frisamos: comentários como o seu são fonte de inspiração para que continuemos pedalando e publicando! Oxalá possamos sempre compartilhar bons roteiros como esse (quem foi que fez...)! Obrigado e hábraços (e pernas!)!
Adriano
[07/10/2012 19:59h]
Caramba, já tava pensando que era lenda essa pedalada! Muito massa mesmo Lulis. Lembro que vc comentou da viagem naquela noite chuvosa e enlameada, lembras ... em que te paguei cinco cachorros-quente e três litros de coca ... a propósito, quando vc irá me reembolsar? Abraço.
o² expedição
[08/10/2012 10:16h]
Macaxeiríssimo Adriano, muito obrigado! Somos eternamente gratos por seus comentários e contribuições voluntárias, sejam elas veementes correções, compreensivas audições ou nutritivas porções. Reembolsos proveremos certamente, embora em cotas de pedal =) Hábraços!!!
Patricia Kerche
[11/10/2012 10:34h]
E quando sairá o livro com as melhores jornadas ciclicamente turísticas ou com o melhor do turismo ciclicamente expedido? E, só para tirar a dúvida, no dia 7, lá na venda, vocês só comeram o pão com salame e queijo, certo? A faca foi só pra cortar o pão, né?
o² expedição
[13/10/2012 10:28h]
Salve, salve, Patchê! A idéia do livro vem (e volta) de bike, ciclicamente, então demorará a chegar ao papel (quem dirá àexpedição). Se até no site demora... =) Só comemos pón cón zalame e quêxo, vissinha, mas facada mesmo levamos na hora de pagar a conta (e não era piada)! Hábraços!!!
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0