O² Expedição

x0
Saída17/04/2011 08:40hCuritiba - Tarumã
Chegada17/04/2011 18:10hCuritiba - Tarumã
CustoR$ 6.00Compos+du lulis adriano
Pedalada84.5 km6h 10'13.7 km/h
ItinerárioCuritiba - BR116 - Maracanã - Timbú - Rod. do Caqui - Campina Grande do Sul - Est. Palmeirinha - Est. do Rio Abaixo - Bocaiúva do Sul - BR476 - RMs - Capivarizinho - Est. do Bacaetava - Colombo - Rod. da Uva - Curitiba

Palmeirinha e Rio Abaixo

Quando se expediciona, chegar em algum lugar não é o objetivo maior. Aliás, muitas vezes o que se procura é exatamente o oposto: não chegar. Ou, mais ameno: apenas ir. Simples assim, cabe em duas letras: ir. Só ir, sair e sorrir. Simples, mas efetivo. Parece bobo, um clichê surrado (de onde mesmo? um velho provérbio, talvez?) pregando que mais vale o caminho que o destino (livro de auto-ajuda? um filme cult?). Provavelmente seja (algum um refrão de música?), mas o simples ir de hoje vai além do figurado.

Vai além (um para-choque de caminhão?), mas não tão longe que seja difícil alcançar pedalando (uma porta de banheiro?). Colombo, Campina Grande, Bocaiúva: ponteados todos, nenhum foi o fim. E de tão sem fim o passeio recebeu o nome de dois trechos do caminho: estradas da Palmeirinha e do Rio Abaixo. Sair da cidade, seguir tranquilo por estradinhas tranquilas...

E quando menos se espera...

Havia uma saída, mais uma rodovia, outra estradinha, mais uma vila - outros tantos passeios dentro de um mesmo. Se sucediam, intercalavam, arrancando manifestações de contentamento:

- Foi muito legal o passeio, temos que fazer mais vezes!
- Não foi. Falta um pouco ainda! (Du, 2010)

O tempo? Ajudava: não chovia e nem passava. Mais que isso, havia algo diferente no ar. Talvez porque nós mesmos respirássemos diferente: havia a tranquilidade alegre dos o² presentes (o presente foi Du e Lulis superarem uma tensa etapa acadêmica) e a humildade monástica do Adriano (um velho amigo de raiz).

Todos iam, riam e, sempre que acreditavam chegar, sorriam e seguiam. Em uma parada, comentamos sobre chegar (sim, ao fim) antes de escurecer, quando um colono bem humorado profetiza do alto da sua barra forte:

- Não vão chegar.

Não corremos, até paramos outras vezes e reiniciamos o ciclo do pedal sem fim. Chegamos no alto da XV (que, bairrismo à parte, goza de uma boa vista) antes de anoitecer. Para preservar o espírito do passeio (e, porque não dizer, respeitar a profecia colona), decidimos não chegar (não ao fim!) e paramos para ver o tempo passar lento. E enquanto o sol se punha a oeste, sorrindo nas frestas das nuvens densas (na boléia de um caminhão?), a lua surgia grande, cheinha de si, ornamentando o céu limpo do leste (na janela do banheiro?). Tantos ciclos diferentes, sempre perto, e poucas vezes nos damos conta. A aventura fica na memória, o fim (chega) é só mais uma ilusão dos ciclos.

Coeditor: Que foi, morreu outro autor?
Editor: Tudo bem, tá na hora de chegar ao fim mesmo (ou não)...

Às vezes definimos o prazer destas aventuras em uma só palavra: pedalar (e para esse fim, a bicicleta é, sim, um meio!). Simples como sair para trocar um pouco de ar. Imenso como quem procura expandir o horizonte ao olhar. Bobo como quem se faz sorrir até cansar. Mas estas já são outras letras, letras de outras músicas, músicas para outras estórias...

Texto e fotos por Lulis, roteiro por Du, inserção especial por Adriano.

Expedição publicada em 02/10/2011

Arquivo GPX Arquivo KML Mapa Dinâmico
Caro leitor, tenha cautela ao utilizar as georreferências, você é o único responsável pelo uso que faz das informações disponibilizadas pelo odois.org. Saiba mais.
Georreferências

Foto²s

Foto² 1
pois e não é o próprio adrianopolitando?

Foto² 2
pra ver como não era tempo de pouca chuva

Foto² 3
mas a promessa também não estava tão mal

Foto² 4
pois bem (e bem verde), já estava na hora de sair por terra

Foto² 5
a presença quase obrigatória (e cotista) de florzinha no pedal

Foto² 6
o adriano roots veio na raça, na fé e na havaiana (e sem soltar as tiras)

Foto² 7
esse faicamos devendo, vai na sapata e na havaiana mesmo!

Foto² 8
opa! olha a surpresa saltitando de dentro da floresta

Foto² 9
eucaliptos esguios, para o alto e avante!

Foto² 10
fala, adriano, cadiquê que cê tá ouriçado hoje?

Foto² 11
não sei o que é, mas pelo jeito que o du tá segurando aí é grande!

Foto² 12
curtiu, né? bem, era uma grande bicicleta na verdade...

Foto² 13
o adriano, fazendo jus aos 1os contatos, com a camiseta do clube paranaense de montanhismo

Foto² 14
cicloturistas esguios (ou esguisitos), para o alto e há vante!

Foto² 15
a pose! mas não parece uma ema em cima de uma bicicleta?

Foto² 16
mais um pouco de estradinhas...

Foto² 17
o céu e o sol bem que queriam dar as caras cerca dali

Foto² 18
nem me acuse assim, não fui eu!

Foto² 19
alguém sabe pra onde vai essa bagagem? conferir no setor de expedição!

Foto² 20
tá um tal de terra e asfalto e terra e quase asfalto que tá bonito esse passeio

Foto² 21
ah, que alegria! sol e uma bela paisagem campestre...

Foto² 22
pois a paisagem só seria mais outonal se fosse no outono (pormaisque tenha sido)

Foto² 23
você não tem a legítima impressão de que está sendo sugado pro centro da foto?

Foto² 24
igreja, praça, bicicleta: é hora de bolachear um pouco!

Foto² 25
no primeiro plano, o jeito errado de posar pra foto. no segundo, o coreto

Foto² 26
lembra da ema? parece um campeonato de poses... e essa é a pose ovo de ema

Foto² 27
viu a igreja? o jardinero é jesus e asáveres somo nozes

Foto² 28
o monumento ao sino em campina grande do soul

Foto² 29
não é florzinha, mas deve contar como se fosse. asáveres.

Foto² 30
e quando menos se espera... mais um pouco de estradinhas!

Foto² 31
até que tem bastante araucária pra uma estrada da palmeirinha

Foto² 32
vai dizer que a vizinhança não é uma graça? pormaisque não tenha vizinhos...

Foto² 33
fotógrafo malabarista senta no pau e esquece a câmera

Foto² 34
de estradinha em estradinha vamos longe hoje! (você não viu flor, não viu!)

Foto² 35
bora, toca empurrar que ainda tem muito!

Foto² 36
cerca de onde, mesmo?

Foto² 37
cerca, não, agora mesmo estamos bem longe de tudo

Foto² 38
observe essa foto com atenção...

Foto² 39
...não é incrível como a foto 38 é capaz de induzir pessoas a inclinarem a cabeça?

Foto² 40
há! pegadinha do malandro! só o adriano que não curtiu muito

Foto² 41
sorte ou asárveres

Foto² 42
definitivamente o local merece uma paradinha a mais...

Foto² 43
a alegria era tanta de ver um pouco de céu que sairam fotos de todas asárveres

Foto² 44
colhendo nuvens ou cumprimentando os entes mágicos do campo?

Foto² 45
pois até os cupins comedores de árvores não escaparam de um retrato

Foto² 46
assim como a casa aí da foto não escapou dos cupins...

Foto² 47
mas não dá pa negar que é bacaninha, né? dava pra fazer um bomboteco aí!

Foto² 48
mais estradinhas, e com sol até subida empurrando vai bem!

Foto² 49
e com muito sol a sombra vai melhor ainda...

Foto² 50
uma beleza de visão aqui do alto

Foto² 51
e uma belezura de estradinha! toca que ainda tem chão!

Foto² 52
parada num boteco de bocaiúva pruma tubaína

Foto² 53
deixando pra trás o portal desportado de bocaiúva

Foto² 54
e quando menos se espera... mais um pouco de estradinhas!

Foto² 55
problema?

Foto² 56
capivarizinho, acho que rola uma paradinha pra descansar agora

Foto² 57
ô, se rola!

Foto² 58
vamos começar a manerar não só nas fotos de flores, mas de folhas também, ok?

Foto² 59
colombeando pelas bordas do município

Foto² 60
agora sim, no centro de colombo!

Foto² 61
um regalo de fim de passeio pra alegrar os ânimos latinos

Foto² 62
e quando menos se espera... chega, né? pega um caldicana aê!

Foto² 63
com direito ao dia ir, a lua nascer e o que mais quiser ver!

Foto² 64
pois não é que a camisa do adriano era na verdade da leroymerlin?!

Foto² 65
lua cheia grande como só se vê se ocê vê a lua nascê na hora do pôr-do-sol acontecê

Foto² 66
e uma última pra pôr a força do pôr-do-sol aqui, mesmo que escondido ;)

marlon netto
[02/10/2011 19:36h]
Numa primeira leitura (sem visualizar as fotos, ainda)concluo que bicicleta sempre rima com poesia.
o² expedição
[03/10/2011 20:43h]
Pois tens toda razão, Marlon! Mas nunca é demais lembrar que ciclicamente o que todos apreciamos mesmo é uma boa prosa...
Simone
[02/10/2011 20:31h]
Não tiveram medo de se perder? Pelo relato dá a impressão que não planejaram o trajeto. Lindo este passeio!
o² expedição
[03/10/2011 20:53h]
Obrigado, Simone! Que medo, que perder, que nada: mais planejado que os roteiros do du? Caaapaz! =) Este ar de surpresa a cada passo é fruto da natureza cíclica (com o perdão do trocadilho) do roteiro, que mergulhava e retornava a diferentes ambientes... o prazer de descobrir e redescobrir os caminhos ;)
Fabrício Souza
[02/10/2011 22:02h]
I Like #pedalar #63 #66 - Minimalista.
o² expedição
[05/10/2011 21:53h]
qsl
Waldson
[03/10/2011 09:29h]
Pôxa, já estava com saudades desses belos relatos sempre bem ilustrados por maravilhosas fotos! Belíssimo pedal. Parabéns especial ao Adriano que se juntou a vocês para mais esse momento de prazer e alegria. Grande abraço!
Leandro_
[05/10/2011 00:51h]
Belissimo pedal realmente. Muita coragem uma pedalada dessas de havaiana...e sem soltar as tiras. Curti a foto 63 tb.
Alexandre
[05/10/2011 08:46h]
Belas fotos! Hoje observei dois integrantes pelas ruas de Joinville. Vão fazer um passeio por aqui? Abraço!
o² expedição
[05/10/2011 21:51h]
Falha gravíssima de segurança em expedição. Enviando todas as tropas para identificar o invasor. #estamosexpedicionadoinjoin.
Rodrigo Stulzer
[05/10/2011 14:06h]
Vendam a foto da igreja de Colombo (#60) para virar cartão postal e ganhem rios de dinheiro! :-)
o² expedição
[05/10/2011 21:52h]
Vendum por esse lado, faz sentido e faz dinheiro.
jonathan
[05/11/2011 16:53h]
belissimas fotos, um dia quero participar de um passeio um abraço lulis,de seu amigo jonathan vigilante
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2016 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0