O² Expedição

Estrada do Rio do Júlio

Localizada nos municípios de Campo Alegre, Schroeder e Joinville, em Santa Catarina, a Estrada do Rio do Júlio corta a Mata Atlântica serra abaixo, descendo do planalto catarinense (800m de altitude) à sua planície litorânea (apenas 10m). A região é conhecida pelos mountain-bikers catarinenses pelas diversas atividades que são promovidas pela Prefeitura de Schroeder, com algumas tantas alternativas de caminhos como o da Estação Ecológica de Bracinho (mediante autorização prévia). Além das paisagens e cachoeiras da região, um belo atrativo é a Represa do Rio do Júlio, situada às margens da estrada - muito bela, embora não se permita nadar. Há pouca infra-estrutura durante o trajeto, basicamente apenas o hotel Vale das Hortências.

Mais informações e fotos no portal de turismo de Schroeder.

Serra Dona Francisca

Mais informações você encontra por aqui mesmo.

CicloCrossPost

Veja outros relatos desta mesma expedição:

Dois MegaPixel

Transpirando.com

Daguvasco

Ciclobits

Fabrício Souza

Pedaleiro

x2
Saída12/12/2010 09:05hJoinville - Pirabeiraba
Chegada12/12/2010 18:45hJoinville - Pirabeiraba
CustoR$ 12.00Compos+du lulis arce heil adilson christian daniel fabio fabricio luiz pedro peterson renato stulzer zé
Pedalada105.1 km6h 27'16.3 km/h
ItinerárioJoinville - Pirabeiraba - SC301 - Serra Dona Francisca - Estrada do Rio do Júlio - Schroeder - RMs - SC413 - Rod. do Arroz - RMs - BR101 - Joinville

Volta Rio do Júlio

Sabe¹ aquela excursão de colégio? Chamada, todo mundo organizadinho, lancheira cheia, a tia cuidando, a expectativa de conhecer um tal museu - mas importante mesmo é a bagunça do dia. Agora todo mundo pra dentro da van - a tia não quer ninguém no meio da rua!

Sabe² aquela visita técnica da faculdade? Alguns atrasados, outros bêbados desde ontem, a cara cheia de vinho, o professor não sabe se bebe junto ou se finge que não vê, a indiferença para o que se vai ser obrigado a conhecer - mas importante mesmo é a baderna da noite. Agora todo mundo pra dentro da van - os que vão vomitar na janela por favor!

Sabe³ aqueles caras que crescem, mas insistem em sustentar-se nas raízes do passado? Então. Ao passear pelas fotos abaixo, excursionístico leitor, é fácil perceber que foi neste ritmo infarto-juvenil que toda a tôrminha se reuniu para, de maneira organizada e acomodada no conforto de uma van (não escolar, embora o motorista tivesse a maior pinta de tio-da-kombi), passear nas serras catarinenses - mas importante mesmo é pedalar até soltar todas as tiras. Agora todo mundo pra dentro da van - fora as bikes que vão passando frio do lado de fora!

1. Se não souber, consulte seu neto, você provavelmente tem um nesse caso.
2. Se não souber, consulte sua filha, você provavelmente tem uma nesse caso.
3. Se não souber, consulte seu pai, você provavelmente tem um que pedala nesse caso.

Explicando-se-me-nos pelo deslocamento feito em van, notório leitor, note que se o Mr. Heil não vai até o o², o o² (e toda tôrminha) vai até o Mr. Heil. Não que isso explique alguma coisa, mas que serve como desculpa, isso serve. A real justificativa desta coletivística, longínqua e finaldeanística expedição nasceu no intento retribuir à altura a homenagem motivo-recupero-pedocional recentemente prestada ao du pela tôrminha. Isso tudo aliado, obviamente, à vontade de conhecer a Estrada do Rio do Júlio. A subida da Serra Dona Francisca entrou na dança para dar uma agitada - afinal, que graça teria subir tudo isso em van?

Não restam dúvidas que tiras não foram poupadas nessa volta. Se o medo da subida da dona chica afligia alguns na van, o complicado mesmo foi pedalar a estradinha de terra, cheia de pegadinhas do malandro no melhor estilo "só mais uma serrinha, rááá!". Poupados mesmo só Dom Rafael de Murcia, o Mildo’’’s , o Thiago² e o Marcos (um dentre os marcos: o marco que não marcou presença) - todos pesteados na ocasião.

No início da estrada de terra tivemos uma baixa: após a ligação do poder do Renato se romper perdemos um pouco de força (e, consequentemente, poder) e ele decidiu voltar. Seguimos odoisicamente na cauda da flecha até encontrar os outros na represa do rio do júlio e, em seguida, desencontrá-los para depois encontrá-los e, finalmente, quase não encontrá-los no ponto de encontro o qual havíamos marcado (com os marcos, inclusive) - voilá, um encontro! Difícil de se encontrar, hein?

Os quilômetros finais da volta foram encharcados, na busca da eterna salvação (salvação dos documentos, do celular e do corpo hipotérmico). Para selar a expedição um no-no-notion motorista deu uma retrovisada no lulis, provando que não é todo motorista que sabe para que serve o espelho e que não é todo ciclista que entende para que não deveria servir um bar-end. Todos encontrados na van, é hora de voltar pensando na hora - na hora de ir na próxima expedição, não é, tôrminha?!

Fotos por Lulis, texto por Du, roteiro por Du baseado em Hendrik Fendel e remasterizado por Mr. Heil.

Expedição publicada em 24/03/2011

Arquivo GPX Arquivo KML Mapa Dinâmico
Caro leitor, tenha cautela ao utilizar as georreferências, você é o único responsável pelo uso que faz das informações disponibilizadas pelo odois.org. Saiba mais.
Georreferências

Foto²s

Foto² 1
o começo é sempre bonito: todos limpos e as bikes com tiras presas

Foto² 2
descarregando todos e todas, num clima que prometia

Foto² 3
o odois reunido graças à carona da fiel escudeira do bom velhinho

Foto² 4
todos a seus postos (salvo o tio que só pedalou em van), vai ser dada a largada

Foto² 5
dona francisca à frente, não adianta querer voltar não, luiz!

Foto² 6
uma foto ao acaso: uma árvore, no caso, e na casa, descaso

Foto² 7
vamos lá, tôrminha, assim como o mildo gosta: sempre sorrindo!

Foto² 8
uma tobata à venda! que sacrilégio! só que sem a tobata

Foto² 9
começando a subida, de leve, pra não assustar

Foto² 10
os pelotões já iam tomando forma e distância...

Foto² 11
...enquanto outros ficaram tomando fôlego mesmo!

Foto² 12
panorama da 1a curva de mais de 180º (à sombra!)

Foto² 13
e quem aqui é vespa de ficar comendo banana passada?

Foto² 14
parada estratégica para uma bicadinha na água

Foto² 15
essas fotos afloram em dias bonitos, não sei flor quê!

Foto² 16
o primeiro esquadrão já chegou no mirante! lá no meio, não viu?

Foto² 17
lá, ó! e com a máquina na mão!

Foto² 18
céu limpo e seu sujo!

Foto² 19
agora sim, todos empilhados descansando no mirante

Foto² 20
panorama da mirada donaxíquica do mesmo mirante

Foto² 21
fsfs, sorriso maroto e lentes varilux sephia

Foto² 22
luiz, garoto propaganda do odois. e da deuter e de mac, também

Foto² 23
arce, com cara de menino sexy, sexy sexy de crossfox

Foto² 24
zé, recuperando-ze da zubida

Foto² 25
du, plantando mostarda na orelha

Foto² 26
e é assim mesmo a zubida, né, zé?

Foto² 27
poizé, o mirante não era na parte mais alta mesmo, ainda tem mais!

Foto² 28
e essa pose, rapaz? que é isso? sabe o que essa pose pede, né?

Foto² 29
pede moleque! e já aproveita e pede arrego que a subida é danada!

Foto² 30
e pede água, e pede sombra... é ou não é, pédealerão?

Foto² 31
nessa altura a altura já não varia mais tanto

Foto² 32
dá pra sentir a respiração pesada mesmo que o ar seja mais leve...

Foto² 33
vamos lá, gente, no pique que a gente tá no final da fila la

Foto² 34
vem comigo (tâ nãnã nãnãnã....)

Foto² 35
dá uma sacada (só que sem a sacada) no bucolismo do fim de fila

Foto² 36
parada para proteger e preservar os couros

Foto² 37
em currais, mas não a nós

Foto² 38
mr heil, o perfil do bom velhinho de alto giro

Foto² 39
du, hidratando no capricho a plantação de mostarda

Foto² 40
pedaleirão, também no varilux mas desconfiado

Foto² 41
thi - ah, não, o thi não veio, essa é só outra flor

Foto² 42
você também viu a abelha de desenho animado?

Foto² 43
já que ninguém se opõe ao plano, sigamos!

Foto² 44
shhh! não conta pra ninguém que é subida, continua pedalando...

Foto² 45
um céu aquarelado até então

Foto² 46
opa! estrada? entrada? deixa que eu vou!

Foto² 47
finalmente a dita estrada da serra da estrada do rio do júlio da estrada! (do júlio)

Foto² 48
a graça está em se doar ao pedalar e em pedalar ao lado doar-se!

Foto² 49
lá vai, ou melhor, lá volta (não a do rio do júlio) serra abaixo até a van: mr. pedaleiro

Foto² 50
ele mesmo voltando, só que sem outros 14 cicloturistas

Foto² 51
bromélias também contam como florzinha, minha flor?

Foto² 52
a turma do fundão (mesmo que, segundo o mildo, o primeiro em fundão é o fsfs)

Foto² 53
bom, não seja por falta de flozinha, né, bromélias?

Foto² 54
a represa do rio do júlio em panorama, só que sem o banho

Foto² 55
a turma levantando âncora e zarpando da região represaentada na foto anterior

Foto² 56
onde está a hortência? hein? hã? seii lá, aposentou-se, oras! bola pra frente!

Foto² 57
finalmente, a descida! triste é que essa parte é rápida...

Foto² 58
...não é, du? du? bom, passou.

Foto² 59
o luiz que parecia não estar muito feliz com a velocidade do du: vai encarar?

Foto² 60
e o fsfs só de olho olho grande na discussão

Foto² 61
a natureza em busca do equilíbrio: uma árvore taoísta fiel ao caminho do meio

Foto² 62
panoramaço feito na metade da descida mostrando tudo bem enterrado

Foto² 63
no meio da serra, no meio da selva, cachoeira à vista!

Foto² 64
opa, no meio da estrada também!

Foto² 65
a galera passou, mas o luiz preferiu entrar devagarinho na água

Foto² 66
daí, arce, nada de atravessar?

Foto² 67
que bico é esse, menino? até parece que perdeu o traçado!

Foto² 68
passada a serra, tudo segue no plano

Foto² 69
ô, ô, ô lulis, essa foto vai pro site, hã?

Foto² 70
tá vendo os pontinhos lááá na frente? não sei quem são, mas sei quem não são

Foto² 71
o primeiro batalhão da tropa de elite já tinha disparado e parado a essa altura

Foto² 72
verde, né? e tem quem ache que arroz é branco demais!

Foto² 73
pra trás mesmo ficou o seu júlio, seu rio e a sua estrada

Foto² 74
reunião de fim de tarde em xerêder (assim que se fala! ou não) antes da chuva

Foto² 75
e desembarque noturno em curitiba, mas só depois de muita chuva e van!

Heil
[25/03/2011 07:13h]
Eu, que sou da turma sabe³, só quero parabenizar o mestre relator. Muuiiitho bom!!!
Luiz
[25/03/2011 08:17h]
Tenho certeza que o Lady vai fazer um quadro do Dom Rafael pra colocar na sala dele! Sensacional... E a próxima serra praquelas bandas qual será?
mildão
[25/03/2011 09:09h]
as chapas ficaram "Epetacular", pedal que não participo é foda, :((((
Rodrigo Stulzer
[25/03/2011 09:40h]
Porra, para entender este texto só quem foi mesmo! :-) Show! Abraços!
daguvasco
[25/03/2011 10:25h]
Fantastico pedal e relato. To na espera de outros... Aquele
Renato
[25/03/2011 11:57h]
Muito bom. E as fotos... Aí, estamos quase em dia. Significa que as dissertações estão no fim?
o² expedição
[25/03/2011 14:52h]
Elementar nosso caro pedaleiro, elementar!
Johele
[25/03/2011 12:43h]
Esse está entre os passeios com maior gasto, entende-se que a culpa é da van. Paisagens básicas e bucólicas de nossa linda SC. Pessoas, una pregunta: como se fala o nome de Mr. Heil? Segundo... num próximo passeio (não de van) me dêem um toque (não aquele), bele? Abraço.
o² expedição
[31/12/1969 21:00h]
Depende, o o² adotou uma pronuncia própria. Para todos os efeitos formais e de nascimento, Heil se pronuncia "raio". Agora, nós o chamamos de "reiou" ou "velhinho" ou "como diria o outro".
Luis Paulo
[26/03/2011 12:52h]
Grande pedalada, lugar fenomenal, o² cada dia mais radical... hehehe
Fabrício Sopuza
[27/03/2011 20:59h]
Munto bomm, Excelente relato e boas fotos, especialmente para a 12 e 64. Parabéns também pelos "info gráficos" que fizeram e fazem parte do planejamento.
Pedro
[08/04/2011 10:53h]
Ouch... e não tem um menção honrosa para a abelha! Eu já comecei mais ferrado (ou ferroado) que todos! :)
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0