dia 2

O² Expedição

x4
Saída15/02/2010 07:20hCerro Azul - Centro
Chegada15/02/2010 17:55hCuritiba - Capão da Imbuia
CustoR$ 8.00Composdu lulis thiago arce
Pedalada92.5 km6h 15'14.8 km/h
ItinerárioCerro Azul - PR092 - Rio Branco do Sul - Almirante Tamandaré - Curitiba

Açungui e Ribeira · dia 3

Dormindo no hotel, com café posto, saímos cedo a ponto de pegar o clima ameno da manhã. Precioso, dado que hoje seria dia de recuperar a altitude deixada para trás durante a viagem (altitude inicial: 320m!).

É inegável a beleza da estrada: grande parte coberta por árvores, com muito zig-e-zag, sobe-e-desce-e-sobe, deixando a brincadeira nada monótona. Seguimos 25km (subidos, quase todos) até a primeira parada no posto de fiscalização (no posto, não: no bar em frente!). A descida que precede o posto é forte candidata a velocidades acima de 70km/h (de bicicleta). Bem divertido, mas lá se vão preciosos metros de altitude que terão que ser subidos novamente...

A parada foi providencial para arrumar mais um pneu furado do lulis (já era o 3º da viagem). Fizemos dois animados amigos (o primo da prima e a prima dele) que nos indicaram uma cachoeira por ali. Tentados, declinamos dada a ascendente perspectiva do dia: ao que parecia, em breve entenderíamos o real signficado de "subir a serra".

Antes da subida derradeira (aquela da máxima a 79km/h, só que na ida (agora prometendo velocidade mínima)), mais uma parada. Sol forte, já no 6bar ou 7bar da viagem (perdemos a conta - ê, povo que gosta de agito), os alcoófilos locais nos divertiam com contos da bizarrice regional enquanto reparávamos o pneu dianteiro do lulis (de volta!). Furo reparado, roda montada e... POUUU! Mais um furo, antes mesmo de partir (eficiência!). Admitindo nossa incapacidade momentânea, recorremos ao borracheiro (e dono do bar) que por R$1 arrumou direito as duas câmaras (pormaisque uma tenha furado no dia seguinte).

Nota ao thi métrica: Sapatilha, corda, mosquetão, cadeirinha e magnésio prontos. Já podemos começar a escalada rumo à cota 1.000m de altitude!

Na subida, surpresa para os bike boulders: uma pick-up descendo rápido, freia bruscamente! Ré ainda mais brusca! Entre o medo e a curiosidade, desce o vidro: Dr. Neves, chefe-orientador do lulis (e excelente humorista nas horas vagas). Algumas risadas depois, cada qual segue seu caminho: nós queimando a pele no sol e o impagável Neves, segundo ele mesmo, queimando diesel.

Tardamos a alcançar Rio Branco do Sul - tão tardado que não restou chance de almoçar. Receando um temporal que não veio abaixo, fizemos praticamente um picnic em um bosque central (praticamente um Barigui, só que sem o Barigui), só que sem a toalha. O trecho final foi mais tranquilo, com sol fraco, chuvisco e uma pequena parada para gastar os centavos finais em um merecido caldo de cana.

Chegamos em Curitiba cansados, mas em paz - sensação um tanto quanto alienígena para um feriado de Carnaval. Típica folia à moda cicloturística que, certamente, valeu (e vale!) a alegoria! Ê, nóis!

Foto²s

Foto² 112
todos no pique, aproveitando a velocidade e o frescor da manhã

Foto² 113
todos alinhados para começar a caça à altitude?

Foto² 114
e foi dada a largada (alargada no pseudo-acostamento, mesmo)

Foto² 115
opa, peraí que eu vou dar uma disfarçada pra fingir que é descida

Foto² 116
carnaval é assim, tem terra por tudo que é canto

Foto² 117
fé, gente, nem toda curva esconde outra subida

Foto² 118
tá, algumas curvas não escondem mesmo

Foto² 119
vejam pelo lado bom, não tem nenhuma outra alegoria na rua!

Foto² 120
falei cedo. sabe como é que o pato atravessa a rua?

Foto² 121
botando uma pata depois da outra! mas essa aqui é uma abelha, mesmo

Foto² 122
mais um bar: garçon, pendura aí!

Foto² 123
dando sequência à epopéia da libertação das câmeras...

Foto² 124
ah, malandrão, cicloturista serra acima tu não leva não, né?

Foto² 125
foi tanto furo que deu tempo de fazer amizade com o pessoal do bar

Foto² 126
humn, parado assim, deixa eu adivinhar: furo do lulis

Foto² 127
idem ao comentário da foto anterior

Foto² 128
bah, piazada, bem que estávamos precisando de uma forcinha

Foto² 129
é impressão minha ou vocês ainda estão subindo?

Foto² 130
essa curva não esconde outra subida: continua a mesma

Foto² 131
ó lá! chegamos lá onde o cabo faz a curva!

Foto² 132
eu já tô cansado de ver foto de vocês subindo, dá pra parar um pouco?

Foto² 133
humnghnmn.... pára, homi!

Foto² 134
opa, valendo uma descidinha agora? e aquela estrada lá no fundo?

Foto² 135
ah, era subida, né? sabia, sabia. paradinha pra foto, então?

Foto² 136
isso, assim, todas as montanhas paradinhas... agora digam: "sobe!"

Foto² 137
lembra de algo assim lá pela foto 19? pois é, estamos voltando por lá, mesmo

Foto² 138
há, os campos de altitude de mr. heil! aqui o bigode dá no mato!

Foto² 139
impressão minha ou o arce estava fantasiado de anjinho com asa e tudo?

Foto² 140
ah, picnic em rio branco! até a grama a gente comeria se não tivesse jeito!

Foto² 141
alô povão, olha a animação da marquês de sapucaí curitibana!

Rodrigo Stulzer
[18/02/2010 08:47h]
Muito legal, e pertinho de Curitiba. Gostei!
Heil
[18/02/2010 09:36h]
Gostei dos moros e mais moros.Considerações:1-legal ver o quarteto reunido novamente.2-Com câmera nova,foto do Lulis só qdo.ele dorme no sofá.3-Vcs.precisam se controlar.Esta vida de bar em bar é perigosa.4-O Dú esqueceu a fantasia(muito pesada?),mas as plumas nem pensar!!!
o² expedição
[20/02/2010 17:45h]
Vamos lá: 1) é; 2) é; 3) idem ao 2; 4) é, e mais: é o sr. mesmo! Mr. Heil fez falta, mas a gente dissimulou e o simulou! =)
Vina
[18/02/2010 11:04h]
Passei mtos por essas bandas..., por vezes mais de uma vez por dia. De bike parece ser mais interessante!! Show piazada!
o² expedição
[20/02/2010 17:42h]
De bike sempre o é, caríssimo conselheiroo! Citamos suas passagens por lá, durante a nossa =)
Alcione
[18/02/2010 11:10h]
O minino! Q q é isso? "Paramos no primeiro bar" E não me chamaram? Minino muleke, me pega de jeito!
marlon netto
[18/02/2010 15:01h]
Fantástico (sem o zeca camargo). Parabéns
Tio kiko
[18/02/2010 21:23h]
Comentario??? Sem comentarios. Que carnaval maravilhoso. PARABENS.
o² expedição
[20/02/2010 17:48h]
Ah, um comentário que diz sem comentários mereceria ser comentado sem comentá-lo... Valeu, Seu Kiko!!! Vale?
Paty
[20/02/2010 22:50h]
e quem disse que só tem poeira no vale do ribeira? lá só falta ladeira! Eeee rimou! que doidera!
Renato
[01/03/2010 09:40h]
Quero ver o filme. Ainda em edição? Belo carnaval este de vocês!
o² expedição
[01/03/2010 10:20h]
Ops. Qual filme? Se for o do carnaval, dessa vez não fizemos vídeo...! Se for "a maior produção de 2010", está parado no conselho de ética!
Rogério Leite
[08/03/2010 19:08h]
hehehe... carnaval ciclo-etílico tb foi minha opção anti-galista[fugindo do Galo da Madrugada]! A rota de vcs parecia arrastada pelas águas enquanto vcs se arrastavam por outras "águas"... aventura legal! Preciso desenrrolar algo assim quando a temperatura daqui permitir!
o² expedição
[09/03/2010 12:54h]
Quase isso.... Sabe qual foi a "água" mais "etílica" que rolou? Leite, foi Gasosa! =)
Rogério Leite
[09/03/2010 13:05h]
hehheihhihiiheheheh... E eu que só tomo chá verde, água mineral e muito raramente, um guaraná! Mas confesso que pensei que de n-1bar a n-bar a trilha era mais que ciclogasosica! :)) eheheheheh...
Nelson
[25/03/2010 14:35h]
Fotos fantásticas... Um dia meto a minha bicicleta no avião e vou aí fazer uns trilhos com vocês. :) Um abraço lusitano.
o² expedição
[15/04/2010 21:04h]
Ó gajo: considere-se convidado e devidamente hospedado, o pá!
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2016 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0