dia 6dia 4

O² Expedição

Os Incólumes Objetos Itinerantes

É de conhecimento de qualquer caminhante e pedalante sujeito a cargas anexadas (independente de sua natureza, volume, peso ou opção sexual) a existência de certos objetos que costumam percorrer longas viajens intactos, pormaisque tenham sido incluídos no intuito de supostamente serem consumidos.

Estes víveres inabaláveis, denominados Incólumes Objetos Itinerantes (IOI), costumam materializar-se sob a forma de itens como pacotes de miojo, sucos em pó, bolachas salgadas, pacotes de orégano e similares.

Embora muitos acabem por sucumbir após o retorno da expedição, alguns são notadamente persistentes. O IOI mais antigo do grupo é o Mário Alberto, um pacote de Tang laranja meio aberto que já participou intacto de três passeios, duas viagens grandes e uma reunião doméstica.

x1
Saída08/01/2010 08:45hCamboriú - Balneário
Chegada08/01/2010 19:30hJoinville - Centro
CustoR$ 5.00Compos+du lulis heil
Pedalada111.8 km6h 18'17.7 km/h
ItinerárioBaln. Camboriú - RMs - Morro da Rainha - Praia Brava de Itajaí - Itajaí - Navegantes - Rod. Ivo Silveira - RMs - Penha - Costão da Praia Vermelha - Piçarras - BR101 - Barra Velha - Joinville

Costa Verde e Mar · dia 5

Ah, noite que passou foi realmente proveitosa (muita calma na interpretação, desconfiado leitor)! Depois de cozinhar-se-me-nos na barracada da noite anterior (e na estomacada macambúzica do dia), um quarto (inteiro) com ventilador e chuva (lá fora, mas refresca) foi suficiente para criar o ambiente ideal para um bom descanso.

Pazes feitas com o estômago (embora houvessem resquícios (no desempenho, não nas roupas íntimas)), iniciamos um dia que prometia ser mais traquilo, com algumas vermelhas subidas, embora curtas (praticamente súbitas, ou súbidas, ou subitas, como preferir - mesmo preferindo descidas).

De Balneário para Praia Brava de Itajaí mudamos da água para o vinho, ou melhor, do asfalto para a terra (mesmo que depois tenhamos passado praticamente pelo mar, literalmente). Foi como mudar de um prédio mega-ultra-tower (só que sem elevador) para um sobrado duplex (que ainda assim, não se engane, tem lá suas subidas). Após a passagem pela praia, a fábrica de triturar grãos de começou a operar nas transmissões das bikes. Algumas praias calmas, poucas súbidas e, enfim, a balsa Itajaí-Navegantes.

Nota britânica: Mr. Rod (Mr. Raio, ou Rod. Heil, como preferir - mesmo preferindo pedalar), um homem de muitos contatos, havia combinado com um amigo uma visita para um café da manhã tardio em Navegantes. Fomos muito bem recebidos pelo famoso Mr. Bean (só que sem a inglaterra, mas com cicloturismo). A conversa foi de vento em popa, encerrando a visita (e o café) praticamente na hora do almoço.

O vento sur se ia a toda e, felizmente, a favor. Antes de chegar ao Alberto Roberto Carreiro World, mais um pequeno desvio do circuito. As blasfêmias proferidas em mais uma subida logo deram lugar a interjeições e sorrisos maravilhados com a beleza do local. O desvio da Penha foi, sem dúvida, um dos trechos mais bonitos do circuito todo. Dia calmo, chuvoso, praias vazias.

Paramos adiante, em Piçarras, para um pseudo-almoço na "ponta da casa". Nesta hora decidimos dar um fim no Albino, um chocotone candidato a Incólume Objeto Itinerante que frequentava o alforge do lulis desde a véspera do primeiro dia. Depois de cinco dias viajando pelas paradas catarinenses, o heróico quitute natalino encerrou sua viagem a poucos quilômetros de concluir circuito.

Panetone eliminado, seguimos até o posto de informações turísticas de Piçarras, onde atingimos o marco de 100% de circuito Costa Verde e Mar concluído. Muita alegria e comemoração, mas tivemos que irmo-se-me-nos logo: ainda faltava um bom chão (molhado) até Joinville.

Acompanhados por muita chuva, ao menos tivemos o prazer de remendar um pneu furado de Mr. Raio utilizando o incrível sistema facilitador "pica-fora-rápido-esse-alforje-alemão". Terminamos o dia molhados em Chuvaville, mas com ânimo suficiente para finalizar o circuito com chave de ouro em um rodiziático heililílico jantar. E cama, que amanhã é serra!

Foto²s

Foto² 184
praticamente todos os nossos comentários também!

Foto² 185
os lixeiros estão começando a recolher o que restou do natal

Foto² 186
pelamordedeus, pelomar? é, é o roteiro, e aqui não tem fuga, não

Foto² 187
esse pessoal do o² é mesmo desequilibrado

Foto² 188
ó, raios! o senhor está parado em uma vaga irregular!

Foto² 189
um costão de verde, só que sem o costão e sem o verde

Foto² 190
a famosa pedra doentia bico de papagaio

Foto² 191
aviso aos navegantes: mulheres idosos e ciclistas primeiro

Foto² 192
mr. bean e os seus amigos num excelente pit-stop

Foto² 193
pegando embalos de navegantes ao dia

Foto² 194
ô, ô, ô, du, quer dizer que o lulis também foi na viagem?

Foto² 195
o trapiche de vôo. livre, livre

Foto² 196
ha! assim vôa! tipo um ciclonvento, só que sem o ciclo e sem as freiras

Foto² 197
o du bombadinho com a rajada de vento sur (sur preendente)

Foto² 198
veículos lentos usem a faixa da direita, o freio motor e a sorte

Foto² 199
costão de são roque (saint rocks), tribonito, vale uma boa caminhada

Foto² 200
"close" no furo na pedra furada, que hoje não dá pra chegar lá

Foto² 201
vista das costas do costão (o buraco era mais embaixo, e do outro lado)

Foto² 202
um lugar chamado ponta da casa (não ta aí, mas tem sim! tem sim!)

Foto² 203
não é a casa da ponta da casa, mas a parada apontou por esta ponta

Foto² 204
o du cansou: chega dessas planilhas nas coxas

Foto² 205
cicloturismo psicotrópico iberotrance hipergládico

Foto² 206
biçarras maneiras de fazer divisa entre dois municípios

Foto² 207
uma incrível foto instantânea polariod de todos os três

Foto² 208
despedida da praia (vê-se o pessoal se despedindo lá atrás)

Foto² 209
ah, o du seguiu levando o trajeto nas coxas até o final

Foto² 210
nosso fechamento oficial do ciclo do circuito (circuitorismo, conhece?)

Foto² 211
mr. raio, aparentemente há tormentado com o final da viagem

Foto² 212
vocês também perceberam que o du não fez a barba pra viagem?

Foto² 213
um excelente encerramento à italiana, mesmo comendo portuguesa

· essa expedição não acabou ·

Terminou a viagem por hoje?
Não deixe amanhã de lado: dia 6

Luiz
[07/02/2010 17:49h]
Parabéns moçada!! Relato divertido e estimulante como sempre. Os videos estão ficando profissa!
Paty
[08/02/2010 10:55h]
Valeu esperar pela publicação! E que publicação cheia de graça! Acho que sobre a água "batizada" cabe aquela famosa frase "aquilo que não me destrói me fortalece"... só que sem o destrói e o fortalece! Bjos
o² expedição
[09/02/2010 10:59h]
Só que com o destrói!
danielghiraldi
[08/02/2010 11:21h]
Excelente relato... O melhor de tudo sao os comentarios das fotos, ri alto em algumas, o povo do escritorio aqui acha que sou louco, nada!!!! rs Continuem assim. Aquele
Fabrício Souza
[08/02/2010 14:39h]
Começo a achar que estômago cicloturista não é tão forte assim. Evitar agua de valeta e salgados de rodoviária já um grande avanço :) http://bit.ly/cahQ0G
Antônio Carlos Heil
[08/02/2010 21:26h]
Rapazes:obrigado pela qtidade. de raios que espalharam na publicação.Prometo que na próxima viagem(como sempre só participo daquelas de arrancar as tiras),não vou abandoná-los em nenhum momento,pois as crianças acabam comendo/bebendo besteiras.
o² expedição
[09/02/2010 11:01h]
Vossa excelência está nos chamando de irresponsáveis? Vossa excelência é um difamador, ainda que esteja correto!
Rodrigo Stulzer
[09/02/2010 09:40h]
Muito legal o vídeo. Poderíamos criar uma produtora independente! :-)
Renato
[09/02/2010 10:56h]
Cara, filmaram em technicolor? Que qualidade! Aceitam filmar festinha de aniversário? Abraços, Renato
o² expedição
[09/02/2010 11:03h]
Aceitamos sim, mas temos uma condição: só pode ser aniversário de bicicleta, e com expedição!
Carlos Beppler
[10/02/2010 09:52h]
Cada pedaço desse circuito pedalado pelos amigos está bem marcado em nosso coração. Pedalado foi muitas vezes para sinalizar e agora o prazer de um lugar para compartilhar. Parabéns pela motivante reportagem e esperamos ser parceiros de pedal em breve nessa e em outras rotas.
Eldon Jung
[10/02/2010 10:37h]
Para mim também foi muito gratificante ler a experiência de quem está "usando" o circuito que ajudamos montar. Gostei do apelido de Vale 2. Realmente, a idéia é a de continuar com a interligação cicloviária de todo o Grande Vale Europeu. Obrigado.
o² expedição
[10/02/2010 18:43h]
Eldon e Carlos, idealizadores e porque não, obreiros do Circuito! É um prazer contar com vossas considerações em nosso humilde e interiorano sítio. Quando sair uma ponte-não-aérea entre os dois circuitos, estaremos lá para filmar e fotografar novamente!
Conrado Azevedo
[11/02/2010 11:24h]
Parabéns pessoal do o2, pedal fantástico!
Christian Lyra
[13/02/2010 22:11h]
Muito bom pessoal! Mas eu tenho um pedido: dá para colocar legenda no video? O seu ébrio e o catarinês são dificeis de entender! :-)
o² expedição
[16/02/2010 15:32h]
Estamos com uma equipe de 10 filólogos e mais 10 peritos genéricos tentando resolver a questão, em breve (você quis dizer "talvez nunca") teremos a solução.
andrea
[16/02/2010 21:13h]
Queria comentar, mais como não coube, fica pra uma outra oportunidade!!!!
Rogério Leite
[19/02/2010 12:37h]
222 fotos! E eu vi todas! Pedalada incrível, exceto porque vcs ralaram tanto ver o mar mas não entraram nele, ou esqueceram de fotografar-se-los! Ih tb uma enorme variedade de camisetas do Odois, muito mais que aludjinia tem!!! Gostei de uma verde escura! Quando vai pro mercado?
o² expedição
[20/02/2010 17:35h]
Ah, entramos mesmo foi pelo cano! (passar mal não é bom, por definição). As camisetas verde-escuro são as melhore para pedal - se tivermos uns 10 pedidos podemos fazer sob encomenda (edição especialíssima).
Fabrício Souza
[22/02/2010 19:02h]
Então vamos começar a encomendar :)
Carlos Beppler
[18/03/2010 10:57h]
A ponte "não aérea" entre o Costa Verde e Mar e o Vale Europeu está pronta sem licitação. Vejam em: http://bit.ly/9eadP8
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0