dia 4dia 2

O² Expedição

Área de Serviço

Camping Sombra Mar. (47)3393-6211. R. dos Canários, 4 - Praia de Bombas - Bombinhas - SC.

O Conselhoo

O Conselhoo, ou Conselho do O², constitui extensão jurídico-administrativa do O² Expedição, ora composto por personalidades intimamente relacionadas com as atividades, inatividades ou mesmo passividades do próprio grupo1. Outrossim, não é exigido que seus membros sejam cicloturistas. Outrotrossim, podem sê-lo.

Decisões que extrapolem a esfera dos componentes são levadas ao Conselhoo para deliberação3. No entanto, conclaves são tão raros que, desde sua criação, nunca ocorreram4.

Na instituição do Conselhoo5, a realizar-se em data a ser definida5, serão outorgados5 os graus de Conselheiroos apenas àqueles indicados por unanimidade5. Entre outras, são comentadas5 promulgações irrevogáveis5 de títulos vitalícios aos ilustres Mr. Heil (o motor 6.0 do O²), Dr. Athaíde (o advogado do O²) e Sir Vina (o vinícius do O²). Dado que o Conselhoo é naturalmente ótimo6, seu estatuto encontra-se em pauta5, assim como a inclusão dos membros na constituição do grupo7.

(1) Só que sem o grupo.

(²) Isso não é uma nota.

(3) A responsabilidade deliberar é toda deles.

(4) Divergências atuais o grupo leva na vara especial.

(5) Pelo Conselhoo.

(6) Se fosse bom a gente vendia.

(7) Atualmente constam apenas os bustos.

x0
Saída06/01/2010 07:50hLuis Alves - Centro
Chegada06/01/2010 22:00hBombinhas - Praia de Bombas
CustoR$ 38.00Compos+du lulis heil
Pedalada126.9 km8h 27'15.0 km/h
ItinerárioLuis Alves - RMs - Ilhota - RMs - Rod. Antônio Heil - RMs - Camboriú Velho - RMs - Serra do Encano - Itapema - Meia Praia - Perequê - SC412 - Porto Belo - RMs - Ponta de Porto Belo - Bombinhas

Costa Verde e Mar · dia 3

Um dia de muitas, muitas partidas. Logo cedo partimos para um bomcafé, pois o dia seria longo. Sim, um longo trajeto que reuniria mais de dois dias do circuito oficial (quase três, até). Partimos de Luis Alves e percorremos bons trechos de terra, passando por alguns pequenos vilarejos e belos cenários, como o peculiar morro do baú.

Chegando em Ilhota, de Balsa, concluíamos o 3º Trecho do circuito oficial ainda antes do meio-dia. Esperando almoçar na cidade, terra da moda íntima e moda praia, partimos a cara - aparentemente a única coisa comestível que se vende por lá é calcinha. Paramos bem adiante, em um pequeno bar interiorano que, como reza o bom costume de quem sabe viver de forma pacata, fecha para o almoço. Com uma mesa emprestada e algumas compras na vendinha ao lado (vai logo, antes que feche!), conseguimos almoçar sem ter que mastigar lingerie.

Ainda antes das 13h partimos - e rachamos o côco suando no calor escaldante. Para compensar um pouco, partimo-nos de rir dançando a famosa dancinha do Mr. Heil. E isso às margens da rodovia que, além de levar à sua cidade natal, leva (nada mais, nada menos) do que o seu próprio nome próprio (não o seu, asfáltico leitor, o do Sr. Antônio Heil - vide o vídeo!). Na leva, aproveitamos o ensejo para oficializá-lo como um membro oficial do nosso oficialíssimo Conselhoo.

Passamos por Camboriú, ponto final de mais um dia (o 4°) do roteiro oficial (mesmo que na prefeitura não tivessem noção disso). Trocamos algumas idéias com cicloturistas da região (trocamos elas por água gelada) e, mais uma vez, partimos. Pedalamos um bom tanto (e uns bons morros) até que...

- Ô, ô, ô du! Ô, lulis! Peraí que a corrente partiu aqui!

Partiu, sim, partiu um elo (e mais outros 4 partiram dessa pra uma melhor). E o câmbio traseiro quase partiu junto (episódio que, como o vídeo prova, partiu o coração do bom velhinho.)! Para dar um jeito, partimos pra ignorância e meio que arrumamos no braço, a fim de aguentar até Itapema, ao menos.

Chegamos em Itapema perto das 18h. Lá deixamos Mr. Heil, em casa de família (família dele), encarregado de resolver o problema do câmbio na manhã seguinte (perto do almoço estaríamos por lá novamente). Com destino a Bombas, partimos e rachamos a cabaça dando uma "esticadinha" até a ponta de Porto Belo por uma estradinha costeira com muito sobe-desce-sobe-desce, um trecho opcional do roteiro que rendeu mais uma alongada neste já longo dia.

Nota partidária: Partindo do princípio de que já não é mais tão fácil reunir os componentes por vários dias, repensamos algumas coisas nesta viagem. O trajeto denso, com muito esforço por dia, nos fez ver que realmente seria mais proveitoso partir pedalando de um ponto mais próximo (como Joinville, neste caso) e curtir os destinos com mais calma. Da próxima vez, repartiremos melhor.

Depois de chegar à ponta (que era uma ponta bela, mas naquela altura fazia só uma ponta no filme do dia), voltamos (e voltava, voltava!). O sol partiu e atravessamos exaustos o morro que leva de Porto Belo à Bombas (um parto!). Loucos para descansar, ainda rodamos mais de 11km para encontrar um camping ativo. Já eram 22h quando montamos a barraca e partimos para a principal, em busca do jantar. Sanduíches com suco e uma boa buffetada de sorvete, para encerrar a noite. Exaustos, caminhávamos com a impressão de que todos falavam castelhano e tinham a cara do Maradona. Melhor ir dormir.

Foto²s

Foto² 70
o dia amanhaceu prometendo tanta chuva quanto sol

Foto² 71
se você não entendeu ainda, essa é a igreja de luis alves (aquela cidade da igreja)

Foto² 72
mr. heil, iniciando mais um dia uniformemente variado

Foto² 73
peraí, peraí que o saco tá pegando no raio!

Foto² 74
não é tão corrente quanto a última, mas dessa vez passará

Foto² 75
despedida no portão (e na guarita) do seu luis alves

Foto² 76
a guarita parece uma torre de castelo, só que sem o castelo

Foto² 77
vamo-nos, deixando para trás apenas a saudade e o fotógrafo

Foto² 78
sabe aquele papo do sol que evapora água que faz nuvem? é.

Foto² 79
por aqui tem árvore que só cresce em cima da árvore

Foto² 80
uma bela panorâmica da magnífica paisagem de passagem

Foto² 81
praticamente a bela panorâmica, só que sem o panorama

Foto² 82
escolha a via, mr. raio. só não me vá cair duas vezes no mesmo lugar

Foto² 83
bicicleta é sinônimo de sustentabilidade!

Foto² 84
só mais uma, nem dá pra fazer um albumquê de flores

Foto² 85
roizemilho, roizemilho e milhoemaisroiz

Foto² 86
maisroiz. ah, vai dizer que não dá vontade de se jogar?

Foto² 87
tá. então vai dizer que não dá vontade de ir pastar?

Foto² 88
essa coisa linda o lulis cantou, cantou, mas mr. heil que comeu

Foto² 89
às vezes íamos sob um céu lindo por km à fios

Foto² 90
mas era só questão de prestar mais atenção aos lados

Foto² 91
não rateais na subida, piores virão (e como!)

Foto² 92
não subais na rateada, virares pirão (e como!)

Foto² 93
que felicidade, chegamos ao incrível morro do baú

Foto² 94
mr. raio quase leva uma maquinada por trás

Foto² 95
mas que nada, mr. raio é rápido como um, um... relâmpago

Foto² 96
mais morro do baú, uma homenagem póstuma ao lombarde

Foto² 97
com direito a flores e tudo (mesmo que tudo seja flores)

Foto² 98
mais uma parada em área de picnic de posto, suando cabras

Foto² 99
ah, uma casa no campo! e com um banquinho na varanda...

Foto² 100
pelo sorriso esse é o relâmpago mcqueen, só que adaptado ao meio rural

Foto² 101
isso aí parece uma premonição do que virá por aí amanhã...

Foto² 102
igrejinhas: assim como era no vale europeu, agora e sempre

Foto² 103
não basta ser bonita, tem que ter volume!

Foto² 104
procure o gado para tentar entender o tamanho monstruoso da árvore

Foto² 105
e quem é que aparece bombando por aqui? ela mesma: a tobata!!!

Foto² 106
eucaliptos com arroz. percebeu como o arroz é ótimo acompanhamento?

Foto² 107
ilhota (há terra na roupa íntima) por um fio dágua (ou dental, decerto)

Foto² 108
é que ilhota é a capital de moda praia, só que sem a praia

Foto² 109
mr. heil. o famoso galinho da sadia, só que sem o capacete

Foto² 110
o bar fechou pro almoço, mas o dono foi legal e emprestou mesa e sombra

Foto² 111
nem só de arroz se faz o verde daqui

Foto² 112
senhores! é sempre um prazer inenarrável, indescritível, in...

Foto² 113
inestimável e impedalável pedalar com vossas senhorias

Foto² 114
arrozal verde é bonito, mas verde longe é mais seguro

Foto² 115
eu não ia contar, mas mr. raio soltou alguma ali atrás

Foto² 116
bah, 116 não é número de foto, é nome de bê érre

Foto² 117
pela cor do rio dá pra dizer que essa ponte é viaduto

Foto² 118
ó célebre raio, preferes ser tratado por "mr." ou por "rod."?

Foto² 119
acho que na próxima vão limitar as fotos de passarinho também

Foto² 120
parada obrigatória para ver como sua, como sua...

Foto² 121
como sua senhoria sua, não é mesmo?

Foto² 122
achou graça, né? como a sua também!

Foto² 123
fica chateado, não, esse calor derrete até a alma sua

Foto² 124
em camboriú velho, parada para as projeções da viagem

Foto² 125
depois vai sair falando que pedala com um bando de viadinhos

Foto² 126
há! o bom velhinho? há! é o de vermelho!

Foto² 127
e você achava que tinha uma grande coroa, né?

Foto² 128
trocamos uma boa prosa cicloturística, além da água

Foto² 129
o grandão aí é o pedrão rocha

Foto² 130
não fique triste, mr. raio, ainda hoje rola bombas e bombinhas

Foto² 131
ih, pela cor do seu, digo, do céu, aí vem bomba mesmo!

Foto² 132
e explodiu! mr. raio dançou - e adivinha quem entrou na roda...

Foto² 133
itapema, aí vamos nós - nós e a chuva!

Foto² 134
vamo-nos, mr. raio fica por aqui até arrumar a rabeta

Foto² 135
um belo arco-íris, só que de chuva!

Foto² 136
e lávem a chuva... haja saco para proteger tudo da água

Foto² 137
nessa esticadinha até a ponta acho que sentamos...

Foto² 138
bah, não vamos cair em desânimo

Foto² 139
veja, a gente só tem que chegar até o outro lado!

Foto² 140
todo sofrimento será compensado (se não for maciço)

Foto² 141
deixa eu adivinhar: aqui venta, às vezes

Foto² 142
no fundo, no fundo, se vê que estamos longe

Foto² 143
os últimos raios de sol pintaram uma imagem única!

Foto² 144
tá, duas imagens únicas (únicas mesmo que duas...)

· essa expedição não acabou ·

Terminou a viagem por hoje?
Não deixe amanhã de lado: dia 4

Luiz
[07/02/2010 17:49h]
Parabéns moçada!! Relato divertido e estimulante como sempre. Os videos estão ficando profissa!
Paty
[08/02/2010 10:55h]
Valeu esperar pela publicação! E que publicação cheia de graça! Acho que sobre a água "batizada" cabe aquela famosa frase "aquilo que não me destrói me fortalece"... só que sem o destrói e o fortalece! Bjos
o² expedição
[09/02/2010 10:59h]
Só que com o destrói!
danielghiraldi
[08/02/2010 11:21h]
Excelente relato... O melhor de tudo sao os comentarios das fotos, ri alto em algumas, o povo do escritorio aqui acha que sou louco, nada!!!! rs Continuem assim. Aquele
Fabrício Souza
[08/02/2010 14:39h]
Começo a achar que estômago cicloturista não é tão forte assim. Evitar agua de valeta e salgados de rodoviária já um grande avanço :) http://bit.ly/cahQ0G
Antônio Carlos Heil
[08/02/2010 21:26h]
Rapazes:obrigado pela qtidade. de raios que espalharam na publicação.Prometo que na próxima viagem(como sempre só participo daquelas de arrancar as tiras),não vou abandoná-los em nenhum momento,pois as crianças acabam comendo/bebendo besteiras.
o² expedição
[09/02/2010 11:01h]
Vossa excelência está nos chamando de irresponsáveis? Vossa excelência é um difamador, ainda que esteja correto!
Rodrigo Stulzer
[09/02/2010 09:40h]
Muito legal o vídeo. Poderíamos criar uma produtora independente! :-)
Renato
[09/02/2010 10:56h]
Cara, filmaram em technicolor? Que qualidade! Aceitam filmar festinha de aniversário? Abraços, Renato
o² expedição
[09/02/2010 11:03h]
Aceitamos sim, mas temos uma condição: só pode ser aniversário de bicicleta, e com expedição!
Carlos Beppler
[10/02/2010 09:52h]
Cada pedaço desse circuito pedalado pelos amigos está bem marcado em nosso coração. Pedalado foi muitas vezes para sinalizar e agora o prazer de um lugar para compartilhar. Parabéns pela motivante reportagem e esperamos ser parceiros de pedal em breve nessa e em outras rotas.
Eldon Jung
[10/02/2010 10:37h]
Para mim também foi muito gratificante ler a experiência de quem está "usando" o circuito que ajudamos montar. Gostei do apelido de Vale 2. Realmente, a idéia é a de continuar com a interligação cicloviária de todo o Grande Vale Europeu. Obrigado.
o² expedição
[10/02/2010 18:43h]
Eldon e Carlos, idealizadores e porque não, obreiros do Circuito! É um prazer contar com vossas considerações em nosso humilde e interiorano sítio. Quando sair uma ponte-não-aérea entre os dois circuitos, estaremos lá para filmar e fotografar novamente!
Conrado Azevedo
[11/02/2010 11:24h]
Parabéns pessoal do o2, pedal fantástico!
Christian Lyra
[13/02/2010 22:11h]
Muito bom pessoal! Mas eu tenho um pedido: dá para colocar legenda no video? O seu ébrio e o catarinês são dificeis de entender! :-)
o² expedição
[16/02/2010 15:32h]
Estamos com uma equipe de 10 filólogos e mais 10 peritos genéricos tentando resolver a questão, em breve (você quis dizer "talvez nunca") teremos a solução.
andrea
[16/02/2010 21:13h]
Queria comentar, mais como não coube, fica pra uma outra oportunidade!!!!
Rogério Leite
[19/02/2010 12:37h]
222 fotos! E eu vi todas! Pedalada incrível, exceto porque vcs ralaram tanto ver o mar mas não entraram nele, ou esqueceram de fotografar-se-los! Ih tb uma enorme variedade de camisetas do Odois, muito mais que aludjinia tem!!! Gostei de uma verde escura! Quando vai pro mercado?
o² expedição
[20/02/2010 17:35h]
Ah, entramos mesmo foi pelo cano! (passar mal não é bom, por definição). As camisetas verde-escuro são as melhore para pedal - se tivermos uns 10 pedidos podemos fazer sob encomenda (edição especialíssima).
Fabrício Souza
[22/02/2010 19:02h]
Então vamos começar a encomendar :)
Carlos Beppler
[18/03/2010 10:57h]
A ponte "não aérea" entre o Costa Verde e Mar e o Vale Europeu está pronta sem licitação. Vejam em: http://bit.ly/9eadP8
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2016 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0