dia 8dia 6

O² Expedição

Área de Serviço:

Hotel e Restaurante Richter. (47)3464-1248. Rod. BR101, Km 25. Joinville - SC.

x2
Saída25/07/2008 08:10hTimbó - Centro
Chegada25/07/2008 19:30hPirabeiraba - Hotel Richter
CustoR$ 31.00Composdu lulis thiago arce
Pedalada143.6 km7h 42'18.6 km/h
ItinerárioTimbó - Rio dos Cedros - RM-s - Rota Enxaimel - Pomerode - SC474 - Massaranduba - SC413 - Guaramirim - Est. Vila Nova - BR101 - Pirabeiraba

Vale Europeu · dia 7

Não acredito que você, caro leitor, ficou tão chateado com esse papo de hotel. Nós já explicamos que foi mais barato que camping em Santa Catarina - e ainda tinha o café da manhã incluso... Ok, não vamos mais discutir. Até porque você vai ficar mais chateado ainda quando ver o pouso do dia de hoje... Mas isso é só pro fim do dia, vamos com calma que o dia é longo (mais de 140km).

Acabou o circuito e vamos para casa? Claro que não: ainda devíamos um dia para completar os 300km. Começamos pelo segundo, logo terminaremos pelo primeiro.

Intervenção editorial: Por favor, essa história de misturar os dias do circuito com os dias da viagem está enlouquecendo os leitores - e os escritores também! Vamos botar tudo em pratos limpos, ou canecas sujas, como prefiram: Sétimo dia da viagem, correspondente (em partes) ao 1º roteiro do Circuito Vale Europeu de Cicloturismo. E ponto. Posso ir pra casa agora?

A descrição original do roteiro explica que nele há uma subida que serve para testar aqueles que desejam saber se é possível cumprir todo o trajeto. E isso é a mais pura verdade, como todos já sobem. Pra compensar todo esse esforço, Lulis e Thiago atingiram as maiores velocidades em estrada de terra da história do o² (na descida que precede a subida, nessa mesma ordem). De chorar (lacrimejar, no mínimo).

Na seqüência, o prêmio foi conhecer a Rota Enxaimel, já no município de Pomerode. São várias as casas próximas à estrada, construídas (ou inspiradas) nesse estilo arquitetônico.

Final não-oficial do circuito e … e falta muito pro o² chegar em casa. Após decisão na noite anterior, a idéia seria pedalar até o mais próximo de Curitiba, dormindo em algum posto, para sobrar bem pouquinho para o último dia. E não é que deu certo? (mas doeu também...)

Saímos de Pomerode por estradas de terra e muita subida. Após dificuldades de orientação e adequação do trajeto, finalmente alcançamos uma estrada que levaria ao acesso da BR101. Na cidade de Massaranduba o pneu do Thiago cansou e pediu pra fazer um manchão - quase estourado, foi remendado no método gambiárrico mesmo (que provavelmente perdura até hoje).

Nossa surpresa no final do dia foi a “Rodovia do Arroz” ou “Estrada de Vila Nova”: para os que vem de Jaraguá do Sul, é uma forma mais rápida de chegar à BR101 sentido Garuva (sim, é melhor olhar o mapa). Excelente para pedalar (e muito nova). Num bom ritmo chegamos finalmente à Joinville. O fim de tarde não desanimou a idéia de achar uma hospedagem de posto. Pedalamos mais algum tempo até parar num hotelzinho de posto em Pirabeiraba (mais barato que camping em Itapema, também). Mais um dia longo pra caramba, soltando as tiras no melhor estilo viagem do Vale Europeu!

Foto²s

Foto² 212
hotel então, né? café da manhã? falta o que agora?

Foto² 213
não, não vai ficar barato isso. mesmo que tenha ficado barato!

Foto² 214
é, a coleção de camisetas 2008, por exemplo, não ficou barata

Foto² 215
foto típica em cidade típica - adoro essas tipicidades!

Foto² 216
que é isso, thi? soltando as tiras num retão, no plano?

Foto² 217
gente, se essas sombras estão muito perfeitinhas, isso só pode ser montagem

Foto² 218
a gente não parou porque essa apontava pro outro lado

Foto² 219
pausa pra bike relaxar um pouco, alongar...

Foto² 220
não sei não, tenho impressão que essa flora vai me digerir

Foto² 221
subidas lindas - lindas, mas subidas... eita!

Foto² 222
é, du, acho que é por essas e outras que inventaram a tobata

Foto² 223
diz o thi: não, não, as tobatas eram tobatas desde o princípio

Foto² 224
só que sem bicicletas, claro

Foto² 225
ah, essa piada denovo? outra vez? só que sem a tobata?

Foto² 226
deixeuver, aqui vocês no sétimo dia terminam o primeiro, é isso?

Foto² 227
almoço na praça de pomerode, no melhor estilo ciclotur farofa

Foto² 228
vamos, vamos por aqui, gente, é o atalho pra jaraguá do dimas!

Foto² 229
é, se não rolar um troca troca de pneu não é cicloturismo!

Foto² 230
segue, gente, que tem muito arroz pela frente

Foto² 231
arroz dovia!

Foto² 232
bomba, bomba que daqui a pouco já não tem mais luz, gente!

Foto² 233
a luz, sim, era isso! no princípio...

Foto² 234
...no princípio era a tobata, então veio o cibié e disse: faça-se a luz!

Foto² 235
má distribuição de renda: o arce rende muito mais! (foto mais engraçada da história do o² desde a volta do guartelá!!!!!!)

· essa expedição não acabou ·

Terminou a viagem por hoje?
Não deixe amanhã de lado: dia 8

Mauricio Sievers
[30/07/2010 16:10h]
Moleza essa pedalada amigos. Voces não são de nada. ...uns molengas mesmooooooo kkk abrAÇÃO
Alberto H. Molinari
[17/10/2012 16:10h]
Maaaaaassa demais! Não deem bola para o invejoso acima (huá huá). A sub-hospedagem que vocês buscaram é por que o circuito não oferece o que preste, por falta de grana ou uma vontade de demonstrar que é possível se divertir com poucos recursos?
o² expedição
[17/10/2012 21:47h]
Fala, Alberto! O circuito oferece todo tipo de acomodação, pra todos os gostos. Mas a nossa intenção sempre é essa: divertir-se-mo-nos com pouco! E se procurar bem no site vai ver nessa viagem só rolou acomodação de luxo =D Hábraços!
Alberto H. Molinari
[19/10/2012 18:33h]
Desatrelar as práticas esportivas do consumismo - perfeito! Então aproveito para perguntar: vocês buscam minimizar custos também nas bicicletas? Neste sentido, sugiro uma pergunta para o FAQ: "QUE BICICLETAS E EQUIPAMENTOS VOCÊS UTILIZAM?". Isso ajudaria a nós iniciantes.
o² expedição
[21/10/2012 11:13h]
Monástico Alberto, o equipamento é algo muito pessoal para generalizarmos mesmo entre nós componentes, mas procuramos um equilíbrio que permita um mínimo de segurança, saúde e conforto - sem exageros. Obrigado pela sugestão para o FAQ, estamos considerando com cuidado, pois não queremos induzir ninguém nem favorecer fabricantes (afinal, ninguém nos paga pra isso). E, acima tudo, queremos passar a idéia de que pedalar é possível com qualquer equipamento e um pouco de bom senso (ou não)! Grande hábraço!!!
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0