O² Expedição

Os túneis de Roça Nova

É na região de Roça Nova, no município de Piraquara, que está localizado o mais extenso (~450m), mais alto (~930m altitude), e único túnel em linha reta da ferrovia Paranaguá - Curitiba. Ao lado desse está o antigo túnel de Roça Nova, desativado em 1969 em função do aumento de tamanho dos vagões de carga e das locomotivas. Do outro lado não existem mais vilas e nenhuma moradia no sentido litoral, sendo toda área protegida (APA da Serra do Mar). Não é possível circular com qualquer veículo motorizado que não seja o trem após esse local.

Acesso: Continua tão difícil o quanto está descrito na história. Pelas grandes dificuldade encontradas por nós, recomendamos perguntar no centro de Piraquara sobre o acesso a Roça Nova - ou seguir as nossas georeferências.

x0
Saída20/04/2008 09:00hCuritiba - Tarumã
Chegada20/04/2008 13:30hCuritiba - Cajuru
CustoR$ 0.00Composdu lulis thiago arce
Pedalada57.8 km3h 07'18.5 km/h
ItinerárioCuritiba - PR415 - Piraquara - RMs - Curitiba

Roça Nova

Este sim foi um projeto que levou anos (literalmente) para ser executado. Já ouvíamos falar do túnel abandonado de Roça Nova desde muito tempo, praticamente desde quando ainda estava em funcionamento (tá, tudo bem, isso foi um pouco exagerado - principalmente se você já leu a coluna ao lado e sabe que o túnel foi desativado em 1969 - mas exagerar faz parte da arte de contar histórias, não faz? ah, não faz, não? como não? é certo que faz, sim! e faz e ponto. oras).

Demoramos, sim, mas o problema não era o local, era o "como-fazer-pra-chegar-lá" mesmo. A localidade de roça nova é a última região habitada antes da Serra do Mar - a materialização do tão almejado pé-de-serra na sua tradução mais pura (ao menos do lado-de-cá-da-serra). Como dependíamos das inexistentes fotos aéreas do GoEth para identificar o local, sempre ficávamos na mão (ou nas bordas, pelo menos). Mas nada que um pouco de experiência (o dú trabalhava no trem turístico e passava por lá todo dia) e um GPS não contornassem (aliás, nada que não contornássemos mesmo: alguns erros de projeto mapeado por estradas particulares nos obrigaram a fazer uns bons contornos!).

E sendo esse o túnel mais extenso da ferrovia, nada mais propício do que atravessá-lo!

Nota de pluralidade do segundo editor em surto: São túneis, túneis. Dois. Dois túneis. O primeiro, atualmente propriedade privada, está desativado e só possui musgo e barro dentro. E conhecê-lo dá um baita medo - afinal, não é possível ver uma luz no fim do túnel já que ele é em curva... O segundo, ativo, embora praticamente paralelo, é inteiro em linha reta (meio que geometricamente complexa e improvável essa afirmação, não?).

Para dar uma variada, atravessamos pelo túnel abandonado e voltamos pelo novo. Nada daquelas histórias mirabolantes de trem vindo e a gente morrendo de medo, se jogar no chão e etc... Não, não. Simplesmente passamos. Tá, com medo, obviamente, mas passamos.

Seguimos para uma pedreira gigante que fica em cima do túnel (e fica lá em cima, mesmo) (fica sim, não sai de lá, não) (tá, até sai, mas é aos pouquinhos, né? pedrinha por pedrinha). O local é, como dizer... gigante? Gigantemente gigante? É. Gigante e molhado pra caramba também. Mas quando chegamos lá começou a chover forte e todo e qualquer ânimo de escalada e exploração foi sucumbido (maloca abandonada, pra que te quero!). Se bem que, se você viu o vídeo, deves ter percebido que ainda deu tempo para brincar por lá...

Passada a chuva, retornando por outro caminho para o centro, ainda tivemos a oportunidade de nos perder. Ê, dependência de GoEth!

Nota de Contribuição: "...Estão construindo um muro pra isolar o antigo túnel. Além de separar a área, fecharam a entrada e a saída do túnel velho. A parte boa é que estão restaurando a estação ferroviária próxima dos túneis...", "...a antiga estação vai se tornar um café colonial e o túnel desativado será uma adega ou uma espécie de museu..." - nota por Luciano Cequinel e Du

texto por Dú, comentários e vídeo avesso por Lulis.

Expedição publicada em 09/04/2009

Vídeo²

Arquivo GPX Arquivo KML Mapa Dinâmico
Caro leitor, tenha cautela ao utilizar as georreferências, você é o único responsável pelo uso que faz das informações disponibilizadas pelo odois.org. Saiba mais.
Georreferências

Foto²s

Foto² 1
o povo já aquecido, quase acordando

Foto² 2
e conhecendo uns caminhos novos de piraquara

Foto² 3
até que é bonitinho pra esses cantos, não?

Foto² 4
tava falando da estrada, thi, pode parar de se gabar

Foto² 5
humn, que coisa mais meiga e florida esse caminho da roça

Foto² 6
ah, enfim, roça nova! agora entramos nos trilhos!

Foto² 7
tem dois túneis aí, você consegue adivinhar qual está inativo?

Foto² 8
aí, arce, cuidado com a máquina nos trilhos!

Foto² 9
mais um vagão chegando

Foto² 10
arriba, gente - vamos que o nosso objetivo é o desativado

Foto² 11
esse aqui é o turismólogo do grupo dissertando sobre o túnel inativo

Foto² 12
restos das esteiras que levavam as pedras (da pedreira) aos trens (uai, sô)

Foto² 13
na boca: o túnel desativado de roça nova

Foto² 14
uma foto super exposta para registrar o que nem os olhos viam

Foto² 15
a clássica luz no fim do túnel, dá pra fazer um papel de parede temático

Foto² 16
vamos saindo do túnel, tôrminha, que temos mais o que fazer

Foto² 17
mais o que fazer? é, tirar foto da outra ponta do túnel, por exemplo

Foto² 18
poisé, voltamos ou não voltamos por aqui? e, e, e o trem?

Foto² 19
ah, o trem aí! mas chegou atrasado, já estávamos longe...

Foto² 20
eu já disse que até passamos, mas tivemos que voltar pelo portão da foto 4?

Foto² 21
é, o arce até ficou triste por causa disso (ele se sentiu em segundo plano)

Foto² 22
destúneis (ou o antigo conteúdo deles) e malocas (os casebres, nada pessoal, dú)

Foto² 23
macabro o local, e ainda tem que se ver que o túnel escuro está aqui por baixo...

Foto² 24
ah, isso não vai pegar mesmo! pode até pegar, mas só se for tétano!

Foto² 25
dai quando eu contar 3! vocês pulam, tá bem?

Foto² 26
gigante a pedereira gigante - alguém viu o thiago ago ago ago... ?

Foto² 27
aqui vemos as miniaturas de ciclista que levamos pra enganar vocês

Foto² 28
então, tá. agora é voltar pelo outro lado

Foto² 29
não, não pelo outro lado do túnel, pelo outro lado de piraquara

Foto² 30
uma grande pintada - atrás da camiseta, nada de pensamentos sujos!

danielghiraldi
[08/01/2010 10:16h]
Legal essa trilha em galera? AS fotos como sempre ficaram show, alias show a parte eh as legendas das fotos... Vcs sao umas figuras mesmo... Aquele
Darcy Cordeiro
[05/12/2012 16:47h]
Pessoal. Eu, Darcy Cordeiro, 81 anos, sou filho de Benendito Luiz Cordeiro, que foi guarda-túnel desse túnel, na década de 1936-45 mais ou menos. Moro em Goiânia-GO, sou professor universitário aposentado. Estou a disposição para qualquer informação.
o² expedição
[08/12/2012 21:12h]
Maestríssimo Darcy! Estamos falando de muita história aqui, não? Obrigado pela disposição! Complementando, atualmente o antigo túnel encontra-se isolado, pois foi transformado em uma adega que é parte de um empreendimento turístico ferro-temático da região. Abraços!
Darcy Cordeiro
[22/07/2016 11:19h]
Oi pessoal. Estou escrevendo o livro "Seu Benedito, o guarda-túnel" que será lançado Cave Colinas de Pedra, dia 12/11/2016. Nele, narro a história da minha família. Estão convidados.
Rubens Habitzreuter
[29/10/2017 08:51h]
Vocês tem o telefone do Sr. Darcy Cordeiro ? Preciso contatá-lo.
Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0