dia 7dia 5

O² Expedição

Área de Serviço:

CAMPING DOS AMIGOS. Esse, amigo, a gente fica devendo. Agora, pra não dizer que fomos completamente displicentes, encontre-o aqui.

x0
Saída18/01/2007 10:00hFlorianópolis - Croa Camping - Jurerê
Chegada18/01/2007 19:00hPenha - Camping dos Amigos
CustoR$ 17.50Composdu lulis thiago arce
Pedalada148.5 km7h 23'20.1 km/h
ItinerárioJurerê - SC404 - SC401 - BR282 - BR101- Camboriú - SC414 - Penha

Florianópolis · dia 6

Depois de um fim de noite de muitas risadas e piadas com nossos amigos hermanos, um dia complicado e cansativo, onde o objetivo era rodar e rodar e rodar. Libertar-nos da Ilha de Sta. Catarina e ingressar novamente ao continente, rumo a civilização natal (não há necessidade de explicar os trocadilhos novamente).

Mais um passeio pela orla marítima carioco-catarinense, e, estamos no continente. Muitos e muitos quilômetros avistando a ponte Hercílio Luz de longe, finalmente nos afastamos da ilha, em um dia que 148 km seriam o necessário para cumprir a etapa. O principal atrativo foi a estrada (não, não a estrada mesmo, asfalto, isso foi ruim, digo o mar muito próximo à estrada, de uma cor clara e aparentemente limpo).

Uma surpresa na hora de passar por Camboriú, não é que no sentido Norte, a BR101 passa por um túnel cortando todo o morro (uma das poucas serras que foram conquistas durante o percurso de ida), evitando o desgaste e dando um ar divertido de modernidade à esta estrada ímpar. Em uma próxima oportunidade, atravessaremos por aqui na ida e na volta.

Após muito tempo pedalando na AR101, começa uma certa irritação ciclística, principalmente com a proximidade da cidade de Itajaí. Muita poluição e caminhões entradando e saindo, nos fizeram valorizar o percurso interno de ida, mais agradável. O ponto extremo da irritação, e inclui-se também, do perigo, foi uma ponte que atravessa o rio Itajaí Açu. Uma placa diz algo semelhante à isso: "Atenção Pedestre. Proibido atravessar por este lado. Perigo". Pensamos, o que isso quer dizer. Realmente não é nada irreal, os bloquetes que sustentam a passarela de pedestres estavam soltando. Muito inteligente; pedestre, dê um jeito de atravessar a AR101 pra outra faixa, e vá por lá.

Chateações à parte, quase no acesso à Penha, resolvemos curtir um Caldo de Cana, o que revigorou e ajudou a ter força pra enfrentar um vento contra que viria nas proximidades do Beto Carrero World. Por sinal, cabe uma lembrança engraçada, de um senhor com uma bicicleta muito simples (mas muito mesmo), que nos alcançou e nos ultrapassou quase chegando no balneário. Ele deu umas dicas sobre pouso também, mas acabaram não servindo muito. Em seguida encontramos um camping, para curtir um descanso depois de tanta poeira e sujeira adquirida na AR101.

Foto²s

Foto² 109
mesmo deixando solidão no dia anterior, ainda amanhecemos meio jurerê...

Foto² 110
se bem que essa foto remete muito à solidão... comentário deprê, arre!

Foto² 111
gente, eu podia ganhar por pano de fundo publicado, né? esse vale por dois

Foto² 112
ou melhor, por comentário realizado, que tal? difícil é achar quem pague =)

Foto² 113
em jurerê a coisa é top... eu ouvi patrocínio? alguém quer patrocinar algém aí?

Foto² 114
adeus ao camping croa, com direito a telefone e tudo (compre um espaço aqui!)

Foto² 115
afff... que pedalar cansa, cansa, mas comentar foto dá muito mais sono...

Foto² 116
hora de começar a se despedir da ilha de santa catarina... tchau-tchau-tchau-flanops!

Foto² 117
a sensação que tenho é de que essa coisa de ilha e continente é só questão de ponto de vista

Foto² 118
o espaço entre o 1o e o 2o ciclista foi gentilmente cedido pelo ciclista que tirou a foto

Foto² 119
piada interna (e velha), mas o lulis não podia deixar essa namoromenagem passar em branco

Foto² 120
é o ciclista que carrega a nuvem ou é a nuvem que carrega o ciclista?

Foto² 121
as vezes o cenário parece de brinquedo mesmo. faça o seu com o kit lego casinha

Foto² 122
me parece que não era um dia muito movimentado para seguir pro norte...

Foto² 123
mais um pano de fundo tudo-azul. adivinha como chamam aquele lugar lá-lá-lá no fundo?

Foto² 124
completando, o kit mar & montanha da lego. vem um ciclista com capacete removível também

Foto² 125
no kit montanha também vem matinhos, mas guaratuba tem que ser comprada à parte

Foto² 126
tá bom, não tem kit lego, a gente pintou essas montanhas de mentirinha num lençol de fundo

Foto² 127
se você não entendeu a indireta, lençol é pano. lençol de fundo, pano de fundo... entendeu?

Foto² 128
uma boneca saltitante. dando sequência à sessão infantil, essa é a barbie ciclista

Foto² 129
ah, tah, agora faz cara de sério pra ver se emplaca, é? tá bom, tá bom

Foto² 130
tem certeza que é por aqui? não vamos entrar pelo cano, vamos?

Foto² 131
woooow, psicodelia, loucura total, solarização, entubação, azia e má digestão!

Foto² 132
aqui é só a azia. mas dá um belo pano de fundo abstrato

Foto² 133
eu até que tentei, mas foto sem iluminação é brabo. sephia e blur natural nesse caso

Foto² 134
perto da penha, pouco pra frente, um tiozinho de barra-forte-e-havaiana deixou a gente no chinelo

Foto² 135
o thi abdicou do uso de mapas pra usar referências mais à mão... o bicho é geográfico, mesmo!

· essa expedição não acabou ·

Terminou a viagem por hoje?
Não deixe amanhã de lado: dia 7

Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0