O² Expedição

x0
Saída25/07/2004 09:00hCuritiba - Tarumã
Chegada25/07/2004 14:00hCuritiba - Tarumã
CustoR$ 0.00Composdu lulis fran6
Pedalada60.0 km3h 00'20.0 km/h
ItinerárioCuritiba - Rod. João Leopoldo Jacomel - Piraquara - RMs - Borda do Campo - Contorno Leste - Curitiba

Serra Crozeta

Dispostos a cobrir áreas ainda inexploradas pelo grupo, partimos na direção de Pinhais pela Av. Victor Ferreira do Amaral. Passamos o núcleo de Pinhais e os cruzamentos com o Contorno Leste e com uma antiga rodovia que faz a ligação com a BR277, velha conhecida (um dia a gente conta a história do milharal).

Seguimos até Piraquara (então é aqui!), onde deparamo-nos com a estrada de ferro que leva ao litoral (ainda estudamos como fazer essa trilha" um dia) e com diversas trilhas secundárias. Decidimos que este seria um passeio de reconhecimento e seguimos pela estrada.

Em um ponto alto do trajeto vislumbramos ao longe uma rodovia (imaginamos ser a antiga BR116, mas tratava-se do contorno leste) e redecidimos que valia, dado o retorno garantido, explorar mais a fundo a região... Seguimos em busca do não-tão-alto e nem-tão-longínquo morro desconhecido.

Depois de vários desvios e diversas paisagens surpreendentes, rumando sempre ao morro que nos chamara atenção, chegamos a uma área onde apreciamos uma privilegiada vista da cadeia de montanhas desta região da serra. E seguimos rumo ao morro.

Depois de mais alguns desvios e decisões difíceis enfrentamos um verdadeiro downhill rumo à Pousada da Serra Crozeta, propriedade de Haroldo Crozeta. Encontramos o morro desconhecido nos limites da propriedade, agora suposto morro do crozeta. Como não encontramos o famigerado Sr. Crozeta, extrapolando o horário previsto, decidimos deixar a serra na lista de projetos leves.

Retornando por onde viemos descobrimos que não estávamos retornando por onde viemos (novidade)... Então paramos, comemos tudo o que o Francis havia trazido e descobrimos surpresos onde estávamos: Borda do Campo, no pé do Anhangava! Não é que o bendito morro do crozeta é vizinho do Anhangava? Agregamos mais valor ao futuro passeio na região...

Ao voltar deparamo-nos com o trecho do contorno que víamos ao longe e, satisfeitos com o rendimento do passeio, rumamos até retornar definitivamente pelo caminho-por-donde-viemos.

Nota de Contribuição: "...Vendo as fotos e a estrada que vocês seguiram, devo informá-los que o tal Morro do Crozeta na verdade é conhecido como Pão de Ló pelos montanhistas que vão passear na região da serra da Baitaca (...) pode-se subir por uma trilha (20~30min) até o cume, donde dá para vislumbrar - com dia limpo - a serra do Ibitiraquire, a baía de Paranaguá, a serra da Farinha Seca, o conjunto completo do Marumbi, Curitiba e cidades adjacentes..." - nota por Adriano David

texto por Lulis, ajudinha por Adriano David.

Expedição publicada em 25/07/2004

Arquivo GPX Arquivo KML Mapa Dinâmico
Caro leitor, tenha cautela ao utilizar as georreferências, você é o único responsável pelo uso que faz das informações disponibilizadas pelo odois.org. Saiba mais.
Georreferências

Foto²s

Foto² 1
primeira parada: estação ferroviária (?) piraquara

Foto² 2
saindo do asfalto... ao fundo, o morro desconhecido

Foto² 3
francis e du emoldurando contorno leste e borda do campo

Foto² 4
exemplares de cicloturistas em seu habitat natural

Foto² 5
conhecendo a versão paranaense da transamazônica

Foto² 6
ruínas perdidas do caminho do morro desconhecido

Foto² 7
as velhas árvores barbadas que guardam as ruínas

Foto² 8
a igreja do alto da colina e o francis fator de escala

Foto² 9
panoramica privilegiada da serra, face ao nordeste de curitiba

Foto² 10
último desvio para atingir o morro desconhecido

Foto² 11
o morro, agora conhecido: o morro do crozeta - ou pão de ló

Foto² 12
na volta mais uma vista exepcional, agora da distante curitiba

Caro leitor, sinta-se livre para comentar sobre esta expedição! Embora o O² não se responsabilize pelo conteúdo dos comentários (vide nossa política de uso), perceba que aqueles julgados inadequados serão enviados ao limbo eterno. Sem volta. Nem pedalando.

o² expedição · cicloturismo | 2003 · 2017 | curitiba · brasil | permitida reprodução desde que citada explicitamente a fonte: odois.org | política de uso | webdesign por lulis

firefox chrome opera ie 8+ CC-BY-4.0